PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mais de 500 ciclistas participam de ato contra atropelamento em Porto Alegre

Especial para o UOL Notícias<BR>Em Porto Alegre

01/03/2011 19h41

Um grupo estimado entre 600 e 800 ciclistas realiza na noite desta terça-feira (1º) uma manifestação pelas ruas centrais de Porto Alegre em protesto pelo atropelamento de 15 ciclistas, na última sexta-feira (25), pelo bancário Ricardo Neis.

Inconformado com a interrupção do trânsito pelo grupo de ciclistas, Neis investiu com um Golf contra eles. Oito pessoas ficaram feridas.

O ato desta noite, em repúdio pelo atropelamento, partiu do largo Zumbi dos Palmares depois de uma hora de concentração. Segundo os organizadores, mais de mil ciclistas se inscreveram para participar do protesto. A Brigada Militar avaliou que há entre 550 e 600 manifestantes no ato. A organização conta cerca de 800 pessoas.

Os ciclistas pedem a prisão do bancário, que será indiciado pela polícia por tentativa de homicídio duplamente qualificado. A manifestação também tem como lema um “comportamento mais humano no trânsito”. O passeio está sendo realizado em silêncio.


O cortejo de bicicletas passou pelo local do atropelamento, no cruzamento entre as ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso. Depois, cruzando ruas centrais, o grupo seguirá até a sede da prefeitura municipal.
 
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) isolou o trânsito e monitora a segurança no local para evitar transtornos. Várias vias da região, entretanto, registram congestionamento devido à manifestação. O ato deve terminar por volta de 21h.

Cotidiano