De volta à dona, cãozinho Pinpoo participa de programas de TV e ganha bolo de aniversário

Lucas Azevedo
Especial para o UOL Notícias

Em Porto Alegre

De volta para o colo da dona, a aposentada Nair Flores, depois de mais de dez dias sumido, o cãozinho Pinpoo teve dia de celebridade nesta quinta-feira (17) em Porto Alegre (RS), onde vive. O cãozinho participou de programas de televisão (até fez cocô no estúdio), conheceu a apresentadora Sabrina Sato, tirou fotos e ganhou bolo de aniversário -- ele completou 11 meses hoje.

Desaparecido desde o dia 2 de março, enquanto embarcava para o Espírito Santo no terminal de cargas do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, o filhote mistura de pinscher com poodle tomou conta dos noticiários do país. Durante a busca incansável, Nair topou com dois cães semelhantes ao seu, mas logo eles foram descartados quando Nair viu que não eram o mascote original.

Nessas duas semanas fora de casa, Pinpoo voltou com um quilo a menos, machucado nas patas e completamente sujo. Hoje, visitou o veterinário, que atestou que, apesar do susto, ele está em ótima forma.  “É por causa da alimentação. Ele é meio vegetariano, não é muito de carne”, comenta Nair.

Durante a tarde desta quinta-feira (17), o telefone da aposentada não parou de tocar. Felicitações e pedidos de entrevista de todos os lados dividiam a atenção da dona com o seu melhor amigo. Pinpoo virou popstar. Seu nome chegou a constar nos Trending Topics do microblog Twitter.

Sujeira no estúdio de TV

Ao meio dia, ele participou de um telejornal local. Além de posar para fotografias, deixou marcada sua primeira aparição ao vivo na TV. “Ele acabou fazendo cocô dentro do estúdio. Vi que ele estava precisando fazer. Mas não deu tempo de sair.”

Pinpoo é dócil, porém desconfiado. Não se sabe se é porque passou por seu inferno astral da pior maneira possível -- hoje ele completa onze meses de idade. Mas talvez por seguir seu instinto, ele prefere a companhia feminina. Hoje à tarde, dormiu aos pés de Sabrina Sato, do Pânico na TV, que encabeçou uma campanha para descobrir o seu paradeiro.

Sabrina presenteou o cão com um bolo, muito bem apreciado pelo aniversariante. No entanto, o melhor manjar para Pinpoo está por vir. “A comida preferida dele é carne moída com brócolis, moranguinha e batata, mas, assim, bem sequinho”, dá a receita, dona Nair.

Mas para não fazer desfeita, uma salsicha comida na presença das visitas foi bem. “Ele é cachorro de pobre. Não gosta de presunto, só de salsicha. E aposto que se tivesse mortadela ele comeria”, disse sua dona para a equipe de TV.

Na Justiça

Mesmo acostumado a hábitos simples, a viagem de Pinpoo, que não aconteceu, custou mais do que a passagem de um adulto. Durante os sete dias em que ficou no Espírito Santo antes de voltar a Porto Alegre, a aposentada conta que as informações dadas a ela pela companhia aérea se limitavam a dizer que o cachorro continuava perdido.

Nair promete brigar na Justiça com a companhia aérea que perdeu seu cachorro. A aposentada conta ainda que uma funcionária sugeriu que ela fizesse um acordo com a empresa. “Jamais aceitaria um acordo. Ele é um ser vivo. E se fosse um filho, quanto esse acordo valeria?”, questiona.

Além disso, Nair planeja defender uma maneira alternativa no transporte aéreo dos mascotes. “Vou batalhar por um lugar mais humano para os cães viajarem.”

A caixa de transporte de Pinpoo foi entregue à dona Nair. Aparentemente é difícil para um cão do seu porte abri-la -- a portinhola de ferro se desloca para dentro. Mas a companhia aérea continua se defendendo, afirmando que o cão deva ter forçado o compartimento.

Fim da procura

Pinpoo foi capturado na noite dessa quarta-feira (16) pelo sargento Paulo Ribas, do Batalhão de Aviação da Brigada Militar (BM), que fica dentro do terreno do aeroporto. Desde segunda-feira, Ribas atraia o animal com comida. Na noite de ontem, o sargento conseguiu trancar o animal em sua sala, dentro do batalhão. A isca foi irresistível para o cão: um frango assado. “Do jeito que ele gosta. Ele só come frango assim”, lembra dona Nair.

Nair, agora, está preocupada com o sargento Ribas, que infringiu uma regra imposta pela Infraero, de não alimentar animais nas cercanias do aeroporto. “Quero que vocês dêem força para ele, porque ele foi um herói. Se o Brasil fosse solidário da mesma maneira que o sargento Ribas foi, seria um outro país.”

Cão e dona voltarão a ter a vida de mãe e filho novamente. A única preocupação de Nair será com os furos nos lençóis, de Pinpoo, já que haverá frango assado para o jantar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos