Topo

Em uma década, Brasil ganha 16 milhões de novos consumidores de energia elétrica, diz IBGE

Hanrrikson de Andrade <br>Especial para o UOL Notícias <br>No Rio de Janeiro

29/04/2011 10h00

O número de consumidores residenciais de energia elétrica no Brasil passou de 40,5 milhões para mais de 56 milhões nos últimos dez anos, de acordo com os resultados preliminares do Censo Demográfico 2010, divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No entanto, cerca de 730 mil brasileiros entrevistados ainda estão totalmente no escuro, dos quais quase 340 mil somente na região Nordeste (46,5% do total).

A nova massa de clientes -- pouco mais de 16 milhões -- em relação ao Censo Demográfico de 2000 indica crescimento de aproximadamente 30%. Dos 56.595.007 milhões de consumidores de energia elétrica contabilizados em 2010, apenas 550 mil utilizam o serviço de outra fonte que não as companhias e distribuidoras. A maior concentração está na região Sudeste, que possui mais de 25 milhões de consumidores, dos quais quase 13 milhões apenas em São Paulo.

ENERGIA ELÉTRICA

  • 40,5 milhões

    consumidores residenciais de energia elétrica no Brasil em 2000

     

  • 56 milhões

    consumidores residenciais de energia elétrica no Brasil em 2010

     

IBGE

    Minas Gerais é o segundo Estado com maior índice de consumo: cerca de seis milhões de pessoas. O Rio de Janeiro está na terceira colocação com aproximadamente cinco milhões e meio de consumidores, seguido por Bahia (quase quatro milhões), e Rio Grande do Sul (mais de três milhões e meio). A região Norte domina o ranking dos cinco estados com menor índice de consumidores de energia -- destaque para Roraima (pouco mais de 106 mil) e Amapá (quase 154 mil), os dois piores.

    Somadas as unidades federativas das regiões Norte e Nordeste, mais de 590 mil brasileiros ainda estão totalmente no escuro, o que corresponde a mais de 80% do total de entrevistados que declararam não ter acesso ao fornecimento de energia elétrica (cerca de 730 mil).

    TOP 3 POR ESTADO

    • 13 milhões

      consumidores de energia elétrica em SP

       

    • 6 milhões

      consumidores de energia elétrica em MG

       

    • 5,5 milhões

      consumidores de energia elétrica no RJ

       

    IBGE (2010)

      Nesse quesito, a Bahia ocupa a liderança isolada: mais de 146 mil pessoas não possuem este serviço. Logo atrás está o Pará, que tem mais de 138 mil em tal situação. Na outra ponta, o Distrito Federal registrou apenas 692 casos de pessoas que ainda não têm acesso ao fornecimento de energia elétrica. Na divisão quantitativa por regiões, o Sul tem o menor índice de pessoas no escuro: aproximadamente 32 mil.

      Aumento desde 1970

      Em 1970, o número de consumidores residenciais de energia elétrica em todo o país era de 6,8 milhões de pessoas. Ou seja, nos últimos 40 anos, praticamente 50 milhões de brasileiros ganharam acesso ao fornecimento de energia elétrica, o que corresponde à metade da expansão demográfica desde a década de 70. Na época, o Brasil tinha em torno de 90 milhões de habitantes. Atualmente, possui pouco mais de 190 milhões.

       

      Mais Cotidiano