''Marcha das Vagabundas'' ganha versão brasileira na avenida Paulista neste sábado

Do UOL Notícias

Em São Paulo

A partir das 14h deste sábado (4), São Paulo recebe a versão brasileira da "Slut Walk", ou “Marcha das Vagabundas”, em português. O movimento começou no Canadá e já foi reproduzido em mais de dez cidades americanas e outros 19 países. Trata-se de modo de protestar contra o pensamento de que vítimas de violência sexual podem ser as principais responsáveis por esses crimes.

Marcha das ''Vagabundas'', no Canadá
Veja Álbum de fotos

A primeira marcha aconteceu em abril deste ano, depois que um policial de Toronto argumentou que as mulheres deveriam evitar se vestir como “vagabundas” para não se tornarem alvo de estupro. A declaração, que aconteceu durante uma palestra sobre segurança em uma universidade, causou revolta entre as mulheres, e assim elas decidiram protestar.

Vestidas com roupas curtas, mais de 2.000 mulheres foram às ruas com cartazes que diziam “não diga como devemos nos vestir, diga aos homens para não estuprar”, ou “é meu corpo e faço o que quero com ele”.  A mesma marcha se multiplicou e ganhou destaque em países como França e Estados Unidos.

Na página do evento no Facebook, as organizadoras postam que “não é culpa dos nossos vestidos, salto alto, regatas, saias e afins que todos os dias mulheres são desrespeitadas e agredidas sexualmente, isso é culpa do machismo”. Mais de 5.000 pessoas já confirmaram presença pela página da rede social.

Serviço:
Quando: sábado (4/6)
Onde: Praça dos Ciclistas, na avenida Paulista (São Paulo)
Horário: Das 14h às 17h

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos