Caso de homem que perdeu égua de estimação causa comoção, e prefeitura recolhe doações

José Bonato

Especial para o UOL Notícias
Em Serrana (SP)

  • Samir Baptista/A Cidade

    Cristiano abraça égua Estrela minutos antes da morte do animal, atropelado em rodovia em SP

    Cristiano abraça égua Estrela minutos antes da morte do animal, atropelado em rodovia em SP

A Prefeitura de Serrana (313 km de São Paulo) está coletando doações em dinheiro para comprar um cavalo para o faxineiro Cristiano Verola, que chorou ao ver sua égua de estimação, Estrela, ser sacrificada após um acidente na última terça-feira (21). O animal tinha 13 anos e sofreu várias fraturas nas patas traseiras após um carro bater contra a carroça que ela puxava.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, as doações estão sendo recebidas pelo Fundo Social de Solidariedade. O objetivo é comprar outro cavalo para o faxineiro, ao custo de R$ 1.500. Já manifestaram interesse em ajudar pessoas de Campinas, São Paulo, Belo Horizonte e moradores de Serrana.

  • José Bonato/UOL

    Acompanhado por três dos cinco filhos, Sebastião Verola, 58, pai de Cristiano, que conduzia a carroça com a égua no momento do acidente. Ele perdeu a orelha direita e recebeu vários pontos na cabeça.

Os interessados em colaborar devem ligar para (16) 3987-1321 ou escrever para imprensa@serrana.sp.gov.br. Comprar outra carroça para a família Verola não está nos planos da prefeitura por enquanto, apenas outro animal.

O acidente deixou ferido Sebastião Verola, 58, pai de Cristiano, que conduzia a carroça. Ele perdeu a orelha direita e recebeu vários pontos na cabeça. A égua, embora pertencesse a Cristiano, era usada pelo pai. Sebastião transportava, com a ajuda de Estrela, restos de comida que recolhia na cidade para alimentar os porcos que cria no quintal de casa. Agora, diz, vai ser preciso usar a bicicleta para buscar a lavagem.

“O Cristiano deixava eu usar a égua só duas vezes por semana. Outra condição que ele impunha era não deixar ela se esforçar muito. Quando eu desrespeitava esse acordo, ele brigava comigo”, afirmou o pai no último domingo ao UOL Notícias, com a cabeça ainda enfaixada devido aos ferimentos do acidente.

Estrela era o xodó não só de Cristiano, mas de toda a família, principalmente das três irmãs mais novas, que choraram muito ao saber do sacrifício. “A Estrela era muito mansinha. A gente brincava muito com ela. Está fazendo uma falta muito grande”, disse Juliana, 12. Já Cristiano, segundo os irmãos, dava banhos constantemente em Estrela. A égua foi adquirida pelo faxineiro por R$ 1.400, de forma parcelada.

A família Verola ficou espantada com a repercussão da morte de Estrela e com o interesse das pessoas em doar outro animal. “Gente do Brasil todo, né?”, perguntou Sebastião. A família mora na beira da estrada vicinal que liga Serrana a Altinópolis, onde ocorreu o acidente. Sebastião, a segunda mulher, Jesonita, 37, e os cinco filhos vivem numa casa simples, em cuja entrada está escrito, numa tabuleta em forma de peixe, “Família Verola”.

Cristiano, assim como o pai e a madrasta, é faxineiro. Ele tem paixão por cavalos e frequenta a casa de um vizinho que comercializa animais. “Eu conheço o Cristiano desde quando ele era molequinho. Ele sempre foi louco por cavalos”, afirma o vizinho Sebastião Paulino Caetano, 66, que compra e vende equinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos