Topo

Dois traficantes da quadrilha de Nem são presos quando tentavam fugir da favela da Rocinha

Hanrrikson de Andrade

Do UOL Notícias, no Rio de Janeiro

19/11/2011 19h40

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu neste sábado (19) mais dois criminosos que integravam a quadrilha do ex-chefe do tráfico de drogas na favela Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. Francisco Chagas Alves da Silva, o "F", e Francisco Guilhermino, o "Barbudo", foram detidos quando tentavam escapar da comunidade através de um dos acessos a uma localidade conhecida como Vila Verde.

Os dois criminosos eram procurados pelo serviço de inteligência da Polícia Militar, que conseguiu interceptar a tentativa de fuga por meio de denúncias anônimas recebidas pelo Disque-Denúncia. No entanto, os agentes que participaram da diligência não souberam informar se já existem mandados de prisão contra os suspeitos. "F" e "Barbudo" foram levados para a 15ª Delegacia de Polícia (Gávea).

Em uma semana de incursões policiais nas favelas da Rocinha, do Vidigal e da Chácara do Céu, que foram ocupadas pelas forças de segurança na megaoperação "Choque de Paz", no último final de semana, a polícia apreendeu 134 armas de fogo - entre carabinas, espingardas, fuzis, lança-rojões, metralhadoras, pistolas, submetralhadoras, entre outras.

Além disso, foram encontrados 152 explosivos (bombas, granadas e rojões), mais de 166 kg de cocaína, mais de 60 kg de pasta base de cocaína e 138 kg de maconha, além de crack, ecstasy e material para refino de drogas. Os policiais apreenderam ainda carros, motos, máquinas caça-níqueis, coletes à prova de bala e outros materiais que eram utilizados pelo narcotráfico.

Prisões no São Carlos

Cinco suspeitos de associação ao tráfico de drogas foram presos na sexta-feira (19) por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora do São Carlos, favela da zona norte do Rio. Todos foram encaminhados para a 6ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova).

Entre os detidos estão quatro criminosos conhecidos como "Xuxa", "Magu", "2G" e "SN", que foram capturados juntos em uma casa no alto do morro.

Eles portavam cargas não contabilizadas de maconha, cocaína e crack, além de uma pistola, três carregadores e grande quantidade de dinheiro em espécie.

Já um homem conhecido popularmente como "Camisa 11" foi preso no morro do Querosene, situado na área do Complexo do São Carlos. Policiais militares que revistaram o suspeito encontraram com ele uma pistola 9mm.

Nem é transferido

O ex-chefe do tráfico na favela da Rocinha Antônio Bonfim Lopes, o Nem, preso na semana passada, foi transferido neste sábado (19) para a penitenciária federal de segurança máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Também foram transferidos, segundo informações confirmadas ontem (18) pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, outros três integrantes da quadrilha que controlava a maior favela da zona sul do Rio de Janeiro: Anderson Rosa Mendonça, o Coelho; Varquia Garcia dos Santos, conhecido como Carré; e um criminoso identificado como Flávio.

Nem e seus aliados ficarão 20 dias isolados, sem direito a visitas. O presídio de Campo Grande, inaugurado em 2006, já abrigou outro famoso traficante do Rio: Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que cumpriu pena no local por três anos. Hoje, o líder da facção criminosa Comando Vermelho está detido em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Cotidiano