PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Catamarã com mais de 900 passageiros se choca contra píer no Rio; 55 ficam feridos

Rodrigo Teixeira

Do UOL Notícias, no Rio de Janeiro

28/11/2011 13h33Atualizada em 28/11/2011 18h54

O catamarã "Gávea 1" da empresa Barcas S/A se chocou com um píer desativado ao lado da estação Praça 15, no centro do Rio de Janeiro, no início da tarde desta segunda-feira (28). Cerca de 907 pessoas estavam na embarcação no momento do acidente, informou a assessoria de imprensa da empresa.

Segundo informações da Corpo de Bombeiros, 55 pessoas foram atendidas, sendo 16 com escoriações e 39 com ferimentos leves. Dezessete pessoas foram levadas para o hospital municipal Miguel Couto, 25 para a UPA de Botafogo, oito para o hospital Souza Aguiar e cinco para o Salgado Filho.

Em entrevista coletiva, o diretor de Atendimento e Logística ao Usuário da Barcas S/A, Mário de Góes, disse anteriormente que os feridos "giravam em torno de 20 a 25 pessoas". Os passageiros foram transferidos para outra embarcação e desembarcados no Rio.

Passageiros registram socorro às vítimas logo após acidente

Segundo a Barcas S/A , passageiros com escoriações leves e sintomas de ansiedade foram atendidos por oficiais dos bombeiros e da concessionária. Para os trabalhos de resgate, foram acionadas sete ambulâncias, duas lanchas do Gmar Botafogo e 14 carros dos bombeiros, com 14 militares, diz a corporação.

Em nota, a empresa afirma que, após avaliação da equipe técnica, constatou-se que algumas cadeiras se quebraram e/ou se soltaram por conta do impacto.

A embarcação saiu 12h de Niterói rumo ao Rio de Janeiro. Bombeiros e a Capitania dos Portos estão no local. As causas da colisão ainda serão apuradas e o catamarã ficará fora de operação por tempo indeterminado para perícia, reparos e testes, afirma a Barcas S/A.

Momentos de pânico

A publicitária, Thais Cravo, 23, que estava a bordo, relata momentos de pânico. “A mulher que fala no alto-falante da estação do Rio começou a gritar, ‘abaixa o ferro, cuidado com o ferro’, nessa hora sabíamos que alguma coisa estava errada. Após esse alerta, a embarcação se chocou. Os passageiros que estavam em pé, já para desembarcar, voltaram desesperados, todos que estavam em pé caíram um por cima do outro. Eu tive a certeza que iria morrer, pedi a Deus que fosse rápido”, disse Thais, que durante o tumulto chegou a cair em cima de um idoso.

A publicitária afirma que viu pessoas chorando e algumas, ensanguentadas. “Eu não precisei de atendimento médico, mas teve gente que precisou e não teve. O atendimento foi prestado de passageiro para passageiro, funcionários da estação quando chegaram pareciam estar mais nervosos que nós, gritavam ‘fiquem calmos’, totalmente despreparados”, relembra.

Mudanças

A concessionária divulgou nota no começo da noite de hoje afirmando que "vai operar com 3 catamarãs sociais (1.300 lugares cada) e 2 barcas tradicionais (2 mil lugares cada), e não realizará viagens extras na linha Praça XV-Niterói".

"Por conta dos dois píeres interditados para perícia técnica, sugerimos que nos horários de maior movimento –entre 17h30 e 20h, e entre 7h e 10h– o serviço desse trajeto seja evitado nos próximos dias, já que estamos operando com 80% da nossa capacidade", diz ainda a nota oficial. A Barcas S/A afirma que o tempo estimado de acesso à estação, durante esses horários, pode chegar a aproximadamente 30 minutos.

Cotidiano