Topo

Exames de farmácia deram positivo para mulher que forjou gravidez de quadrigêmeas, diz advogado

Camila Saad

Do UOL, em Taubaté (SP)

31/01/2012 12h21Atualizada em 31/01/2012 13h37

O advogado de Maria Verônica Aparecida César Santos, a mulher de Taubaté (130 km de São Paulo) que ficou conhecida em todo o país por forjar uma gravidez de quadrigêmeos, informou nesta terça-feira (31) que sua cliente fez mais de um exame de farmácia para testar a gravidez, e todos deram positivo.

Sem a barriga

  • Álbum de família

    Maria Verônica em imagem divulgada depois da falsa gravidez ser revelada

"Eu não sei exatamente quantos foram, mas ela fez mais de um exame de farmácia para confirmar a gestação, entre os meses de junho e julho", afirmou o advogado Enilson Castro.

Segundo ele, a pedagoga entrou em conflito psicológico quando soube da gravidez, já que seu marido, Cléber Eduardo Melo Vieira, havia passado por uma cirurgia de vasectomia depois do nascimento do primeiro filho do casal.

“Ela tomou coragem e contou a ele sobre a gravidez. Ele duvidou que ela estivesse grávida e que o filho fosse seu. O homem chegou a passar por uma consulta com o médico que fez o procedimento para saber se era possível que a criança fosse dele”, contou o advogado.

Ainda segundo Castro, Cléber teria sido convencido por amigos e familiares a esperar o bebê nascer para depois fazer o exame de DNA e confirmar a paternidade.

"Eles trabalham em horários diferentes, o Cléber faz muitas horas extras e ainda dá aulas particulares de matemática. Por isso ele não podia acompanhá-la nas consultas e não soube que era tudo mentira", alega o advogado.

Maria Verônica diz que sempre quis ter uma filha e por isso levou adiante a farsa da gravidez. No momento, ela passa por acompanhamento psicológico.

Doações

As doações que o casal recebeu estão sendo devolvidas. Alguns doadores já entraram em contato com o advogado para reaver seus presentes. Os presentes que não forem requisitados por seus doadores serão entregues a uma ONG de Taubaté.

Cotidiano