PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Juiz é amarrado no banheiro de casa por grupo de jovens durante assalto em Belo Horizonte

Rayder Bragon

Do UOL, em Belo Horizonte

15/08/2012 10h45

Um grupo formado por seis jovens com idade entre 14 e 20 anos assaltou na noite dessa terça-feira (14) a casa de um juiz de direito localizada no bairro Nova Suissa, região oeste de Belo Horizonte.

Na ação, os jovens amarraram o magistrado e a mulher dele e os obrigaram a permanecer em um dos banheiros da residência enquanto vasculhavam o imóvel em busca de objetos de valor e dinheiro.

A Polícia Militar montou um grande cerco no local, que contou com o auxílio de um helicóptero da corporação, após ter sido acionada por um filho do juiz. Ele notou a presença dos assaltantes dentro do imóvel e, sem ser percebido por eles, pulou um muro para sair do local.

Ao todo, quatro menores foram apreendidos, e Bruno Henrique Silva de Oliveira, de 19 anos, foi preso. O sexto integrante da quadrilha, que teria 20 anos, conseguiu fugir. As vítimas não se feriram durante o assalto, informou a PM.

De acordo com relato do dono do imóvel, o juiz Eduardo Marques Lott, a policiais que atenderam à ocorrência, ele foi abordado pelo bando no momento em que chegava de carro em casa. Ao menos dois dos integrantes portavam armas de fogo.

O juiz foi obrigado a abrir o portão e a deixar os suspeitos entrarem. Dentro da casa, a mulher e ele tiveram as mãos amarradas com presilhas plásticas e foram levados para dentro de um banheiro. Ainda de acordo com relato do juiz, eles foram ameaçados de morte durante toda a ação.  

Cadeirante

Ao perceberem o cerco da polícia na rua, os assaltantes, com parte dos objetos roubados, pularam os muros da residência e fugiram. A polícia iniciou buscas em imóveis da vizinhança e encontrou três menores debaixo de camas na casa de um cadeirante, que havia sido invadida durante a fuga. O morador foi ameaçado de morte caso denunciasse os invasores, conforme a polícia.

De acordo com a corporação, outros dois integrantes do grupo foram presos nas suas casas, localizada no aglomerado Morro das Pedras, perto do bairro onde aconteceu o assalto. Os objetos roubados foram recuperados. Os suspeitos foram reconhecidos pelo magistrado.

Os adolescentes foram encaminhados para a Delegacia de Orientação Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad). Já o jovem de 19 anos foi levado para uma delegacia da Polícia Civil da região.

Cotidiano