PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Policial militar é morto a tiros em Guarulhos, na Grande SP

PM chegava em casa quando foi atingido por disparos - Hélio Torchi/Estadão Conteúdo
PM chegava em casa quando foi atingido por disparos Imagem: Hélio Torchi/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

14/11/2012 00h26Atualizada em 14/11/2012 08h52

O soldado Edgard Lavado, 43, que atuava na Corregedoria da Polícia Militar, foi morto, com um tiro no pescoço, por volta das 21h desta terça-feira (13), em Guarulhos, na Grande São Paulo (SP).

De acordo com a PM, ele chegava de moto em casa, no Jardim Cumbica, quando foi atingido por vários disparos. 

O policial chegou a ser levado para o pronto-atendimento Alvorada, em Guarulhos, mas não resistiu aos ferimentos. 

À paisana e em uma moto, o policial foi surpreendido por homens armados no momento em que chegava em sua residência. Segundo a polícia, testemunhas disseram que os atiradores, pelo menos três, estavam em um Ford Fiesta prata, cuja placa não foi anotada.

O policial era casado e tinha quatro filhos. Nenhum suspeito foi detido. O caso foi registrado no 8º Distrito Policial de Guarulhos.

Com esse caso, sobe para 94 o número de policiais militares mortos de janeiro até agora no Estado de São Paulo.

Na tarde da última segunda-feira (12), um PM foi assassinado ao sair de uma agência bancária no bairro da Luz, na região central da capital paulista. Um outro policial que estava com ele ficou ferido.

Criminalidade em Guarulhos

O município teve uma noite violenta no último domingo (11), quando foram registrados três mortos, nove pessoas feridas a bala e um ônibus incendiado. Todos os ataques ocorreram na periferia da cidade.

Na segunda-feira (12), um jovem de 23 anos foi assassinado em Guarulhos. Na madrugada desta terça-feira, um ônibus foi incendidado por criminosos na cidade.

Cotidiano