Topo

Voluntários prestam assistência a parentes em velório coletivo em Santa Maria (RS)

Wilson Dias/Agência Brasil
Voluntários organizam água e comida que foram oferecidos a parentes das vítimas em cerimônia de velório coletivo, durante a madrugada desta segunda Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

Thiago Varella

Do UOL, em Santa Maria (RS)

28/01/2013 06h14

A primeira sensação de quem chega ao Centro Desportivo Municipal, em Santa Maria (RS), é de choque. Mais de vinte corpos de vítimas do incêndio na boate Kiss, na madrugada de domingo (28), estão sendo velados no local, e o clima de tristeza generalizada derruba até quem está acostumado a lidar com tragédias.

Aos poucos e conforme o tempo vai passando, é possível ver o trabalho quase silencioso de centenas de voluntários --cerca de 500-- que tentam confortar quem perdeu um ente querido na tragédia. Em sua maioria, são jovens estudantes da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), se revezando em turnos e sem medo de carregar peso ou sujar as mãos. Ao menos uma centena de mortos são alunos da instituição.

Dezenas de psicólogos e enfermeiros se juntaram no auxílio às famílias. Ao redor de cada caixão, os profissionais consolam, conversam com os familiares.

Membros de igrejas das mais diversas denominações também ofereceram ajuda, seja na forma de oração, ou dando comida e abastecendo com água os galões que, combinados com ventiladores industriais, amenizam o calor do ginásio.

“Mesmo diante de toda a dor, não tem faltado leite, medicamento. As pessoas estão saindo de casa para ajudar como e com o que podem”, disse o prefeito da cidade, César Schirmer, que passou pelo local.