Topo

Pais de vítimas da Kiss criam associação para tentar superar tragédia e defender interesses

Fabrício Calado

Do UOL, em Santa Maria (RS)

2013-02-09T12:37:39

09/02/2013 12h37

Familiares de vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), formalizaram neste sábado (9), após reunião no colégio Marista, a criação de uma associação. Eles também marcaram uma próxima reunião para o dia 23 deste mês, para definir detalhes da iniciativa.

"É algo muito importante para nós neste momento. Nada melhor que um pai enlutado para entender o outro", diz o consultor de vendas Leo Becker, 51, que perdeu a filha Érika, 22 na tragédia. Outro integrante da comissão, o comerciante Adherbal Ferreira, 48, pai de Jennifer, 22, também morta, disse que "a primeira reunião foi mais de alento mútuo".

Os dois tiveram a ideia de fundar a associação, cuja comissão diretora inicial conta com dez inscritos. Dos cerca de 250 pais presentes à reunião deste sábado, 199 se filiaram à associação, que será exclusiva para pais. "Todas as outras associações são bem-vindas, mas a nossa é voltada para pais", disse Leo.   

"Isso (a associação) vai servir para esses pais se ajudarem a superar a tragédia e garantir os interesses dos familiares, quando essa questão surgir", afirmou o defensor público Andrei Melo. Ele participou da reunião para dar auxílio jurídico aos familiares e explicar o que pode ser feito em termos de ações judiciais referentes à tragédia.

Incêndio em boate de Santa Maria (RS)
Incêndio em boate de Santa Maria (RS)
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','64693', '')

Mais Cotidiano