PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Após megaoperação, delegado diz que prendeu 70% dos traficantes de cidade do Rio

Gustavo Maia

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/02/2013 14h01

O tráfico de drogas no município de São Fidélis, no norte fluminense, sofreu um severo golpe nesta quinta-feira (21). A avaliação é do delegado Rodrigo Maia, da 141ª DP, que comandou a operação batizada de "Apocalipse". Segundo ele, foram 23 prisões durante a ação conjunta realizada nesta manhã, além da apreensão de cocaína e maconha, que retiraram de circulação aproximadamente 70% dos traficantes que atuavam na cidade.

"Esta megaoperação foi um sucesso e terá diversos impactos em São Fidélis, como a redução do número de homicídios e de crimes contra o patrimônio e o aumento da sensação de segurança e da credibilidade da polícia na cidade", avaliou Maia, que assumiu a delegacia há quatro meses.

De acordo com o delegado, a operação foi resultado do trabalho de inteligência da Polícia Civil. "Sabíamos da existência do tráfico aqui e decidimos investigar no começo de novembro do ano passado", explicou.

Cerca de 200 policiais de delegacias da capital, especializada e interior, com apoio da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), foram designados para cumprir 50 mandados de busca e apreensão.

Dos 23 presos, dois foram detidos em flagrante, entre eles uma mulher, quando vendiam entorpecentes. Oito pessoas continuam foragidas e estão sendo procuradas pela polícia.

Entre os materiais apreendidos, estavam dois tabletes de cocaína, que totalizaram cerca de 500 gramas, além de 11 "sacolés" da droga e uma pequena quantidade de maconha.

Panfletos

Durante a operação, helicópteros distribuíram milhares de panfletos incentivando os moradores a denunciarem esconderijos de drogas e criminosos. A iniciativa teve resultado imediato. Segundo Rodrigo Maia, em apenas três horas, a delegacia recebeu mais de 200 ligações.

"Nossos telefones não pararam durante toda a manhã. É muito importante que a população colabore com o trabalho da polícia", afirmou o delegado.

Cotidiano