PUBLICIDADE
Topo

Doze pessoas ficam feridas em rebelião na Fundação Casa e 18 são feitas refém

Camila Maciel

Da Agência Brasil, em São Paulo

21/02/2013 17h09

Doze pessoas ficaram feridas na rebelião ocorrida nesta quinta-feira (21) na unidade da Fundação Casa da Vila Conceição, na zona leste da capital paulista.

"Menores não nos mataram porque não quiseram", afirma professora

  • Thiago Varella/UOL

    "Eles não mataram todo mundo porque não quiseram. A unidade ficou totalmente incendiada", disse a professora Patricia Andrade, feita refém ao lado de outras 17pessoas, incluindo o diretor da unidade.

Sete funcionários e cinco jovens foram levados para hospitais da região e passam bem, de acordo com informações da assessoria de imprensa do órgão.

Durante o motim, que começou às 9h30, 18 funcionários foram feitos reféns. Três deles foram liberados antes do fim da rebelião, entre eles o diretor da unidade.

O conflito terminou por volta de 13h20 após negociação com a Superintendência de Segurança do órgão. Os adolescentes pusseram fogo em colchões e quebraram móveis da parte interna do centro para cumprimento de medida socioeducativa.
 
Agora, os jovens passarão por revista e pela Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD) da fundação. A assessoria informou que o Ministério Público e o Poder Judiciário serão informados sobre a ocorrência.
 
Os motivos da rebelião ainda serão apurados pela Corregedoria-Geral da fundação. A unidade da Vila Conceição tem capacidade para 60 adolescentes e está totalmente ocupada.

Cotidiano