PUBLICIDADE
Topo

Queda de barreiras no sistema Anchieta-Imigrantes mata um, atinge 24 veículos e causa congestionamento

Carros se amontoam na entrada de túnel, na rodovia dos Imigrantes, após um deslizamento de terra e rochas, causado pela enxurrada em um rio que passa abaixo, e a tempestade que caiu nesta sexta - Reprodução/YouTube/bernardinopiu
Carros se amontoam na entrada de túnel, na rodovia dos Imigrantes, após um deslizamento de terra e rochas, causado pela enxurrada em um rio que passa abaixo, e a tempestade que caiu nesta sexta Imagem: Reprodução/YouTube/bernardinopiu

Do UOL, em São Paulo

22/02/2013 18h52Atualizada em 23/02/2013 08h31

As quedas de barreiras ocorridas em diferentes trechos do sistema Anchieta-Imigrantes na tarde desta sexta-feira (22) mataram uma pessoa, atingiram 24 veículos e causam pontos de bloqueios totais ou parciais nas estradas. A forte chuva que atingiu a região nesta noite provocou ainda pontos de alagamento nas vias. 

O deslizamento de terra aconteceu por volta das 16h47, na pista norte da rodovia dos Imigrantes (sentido São Paulo), quando parte da encosta de um trecho de serra na altura do km 52 (próximo a São Vicente), cedeu, devido às fortes chuvas na região.

Uma mulher morreu e 23 veículos de passeio e uma carreta foram atingidos, mas não há feridos. A Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo identificou a vítima como Lílian Aparecida de Souza, 43. 

Vídeo amador mostra local de deslizamento na Imigrantes

O corpo foi encontrado por volta das 22h30, embaixo do carro em que ela viajava com o marido. De acordo com o relato do homem --cuja identidade é desconhecida-- à PMR, o veículo foi surpreendido pelo deslizamento de terra, pedras e madeira no momento em que chovia forte no local.

Segundo ele, a mulher deixou o carro, um Fiat Idea preto com placa de São Paulo, e acabou sendo arrastada pela enxurrada.

Até às 3h deste sábado (23), a falta de acesso ao trecho acidentado impedia que 18 dos 24 veículos envolvidos no acidente fossem retirados, segundo a Ecovias. Eles ficaram amontoados, como mostra o vídeo abaixo, porque foram empurrados pela enxurrada. 

Situação das demais vias 

Já no sentido litoral da Imigrantes, o tráfego estava congestionado do km 38 ao 65 por volta das 2h15. 

A rodovia Padre Manoel da Nóbrega que também teve um bloqueio total no km 273, no sentido Praia Grande, devido a alagamentos, já foi liberada e o tráfego flui bem, segundo a Ecovias.

A Cônego D. Rangoni tem congestionamento do km 255 ao km 270 no sentido Cubatão e do km 273 ao km 262, sentido Guarujá. A praça de pedágio, que chegou a ficar interditada, já está liberada, informa a concessionária.

A rodovia Anchieta registrava, por volta das 3h45, congestionamento na direção da Baixada Santista, do km 35 ao km 47. Mais cedo, a Anchieta teve duas faixas liberadas --uma no sentido litoral e outra no sentido capital no trecho de serra. 

Na rodovia, houve queda de barreira nos km 46, 49 e 51 na pista norte (sentido capital) e no km 51 na pista sul (sentido litoral), mas as pistas já foram parcialmente liberadas.

Havia congestionamento do km 35 ao km 65 sentido litoral; há interdição de uma faixa na altura do km 46. No sentido capital, não há interdição, mas há lentidão do km 60 ao km 44.

Segundo a Ecovias, a melhor opção para os motoristas que seguem para o litoral é a pista sul da rodovia dos Imigrantes. No sentido capital, a única opção é a pista norte da via Anchieta, já que há congestionamento em outros trechos.

Equipes da área de tráfego e engenharia da Ecovias estão no local, com 12 caminhões basculantes, quatro escavadeiras hidráulicas, uma pá carregadeira e uma escavadeira sobre esteira.

*Colaborou Rafael Motta

Cotidiano