PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Vazamento de gás fecha principal avenida da zona portuária do Rio durante obra

Carolina Farias

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/03/2013 18h15Atualizada em 11/03/2013 20h02

No primeiro dia do funcionamento da pista reversível da avenida Rodrigues Alves para as obras na região da zona portuária do Rio de Janeiro, um vazamento de gás na hora do rush obrigou o fechamento da via. A pista reversível fica entre as ruas Rivadávia Correia e Antonio Lage, trecho que teve de ser interditado na tarde desta segunda-feira (11). A Rodrigues Alves é a principal avenida da zona portuária.

O incidente ocorreu às 15h15, segundo a assessoria de imprensa do Consórcio Porto Novo, responsável pelas obras, quando o trânsito foi interditado. A via foi liberada por volta das 16h, segundo a empresa. Inicialmente, o Centro de Operações da Prefeitura havia informado que as pistas sentido avenida Brasil e uma faixa no sentido centro foram liberadas por volta das 17h20, mas depois corrigiu a informação. 

A rede de gás foi atingida acidentalmente pelas obras próximo ao Armazém 10, na zona portuária. De acordo com o consórcio, a tubulação, que é de pequeno porte, não estava no mapeamento da CEG.

As pistas sentido avenida Brasil e uma faixa no sentido centro foram liberadas por volta das 17h20, segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio. De acordo com nota da CEG (Companhia Estadual de Gás), a rede de gás foi atingida acidentalmente por obras que não são da companhia na Rodrigues Alves, próximo ao Armazém 10, na zona portuária. Técnicos permaneciam no local para conclusão do reparo no fim da tarde. 

Para evitar situações como esta, a CEG informou que desenvolveu um guia para obras em vias públicas nos municípios abastecidos por gás canalizado. Esse guia recomenda que as concessionárias entrem em contato com a CEG antes de executar qualquer trabalho, para obter o cadastro das redes de gás.  Em caso de suspeitas de vazamento, a população deve procurar a CEG no telefone 08000-240197.

A reportagem entrou em contato com a empresa para saber o motivo de a tubulação atingida não estar no mapeamento usado nas obras, e a mesma deve responder ainda nesta segunda.

Interdições 

As interdições na região para as obras do Porto Maravilha começaram no sábado (9), quando a avenida Rodrigues Alves foi fechada no sentido Praça Mauá, entre as ruas Rivadávia Correa e Antonio Lage. O trânsito foi desviado para a outra pista, que começou a operar em mão dupla, com duas faixas em cada sentido. A fase de obras é para a construção do túnel da via expressa que irá até a avenida General Justo, junto ao Museu Histórico Nacional, acesso ao Aterro do Flamengo.

Cotidiano