PUBLICIDADE
Topo

Fabricante vai doar prótese a ciclista atropelado na avenida Paulista

Do UOL, em Sorocaba (SP)

13/03/2013 13h51

A notícia sobre o atropelamento e amputação do braço de um ciclista comoveu um empresário de Sorocaba (98 km de São Paulo). Nelson Nolé, que trabalha com a fabricação de próteses ortopédicas, decidiu fazer uma doação ao limpador de vidros, vítima da batida.

O acidente foi no domingo (10) na avenida Paulista. David Santos de Souza, 21, estava de bicicleta na via, quando foi atropelado e teve o braço direito arrancado. O motorista do carro fugiu do local do acidente e jogou o membro em um córrego. Alex Siwek., 21, foi preso.

Nolé, que trabalha com tecnologias avançadas do ramo protético, disse que precisa saber quais os danos causados no braço do rapaz para avaliar o tipo de prótese que ele poderá usar. “Cada pessoa tem uma necessidade diferente. Apenas análise minuciosa poderá mostrar como será no caso dele”, diz. Está programada para quinta-feira (14) uma visita ao rapaz para o início do trabalho.

O especialista afirma que a prótese não é feita definitivamente. O primeiro passo é esperar pela cicatrização completa do membro amputado.

Depois disso, são tiradas medidas para a confecção da prótese. “Ele poderá voltar a ter uma vida normal em pouco tempo. Uma notícia como essa comove qualquer pessoa, não poderia ficar sem ajudar.”

O caso provocou uma mobilização entre as pessoas, que criaram uma página no Facebook pedindo a doação de uma prótese e de sangue para o rapaz. A página já tem mais de dois mil acessos.

Entenda o caso

De acordo com a polícia, David passava de bicicleta na ciclofaixa da avenida Paulista. Ele estaria na contramão de tráfego quando foi atingido pelo veículo em alta velocidade. O ciclista disse que viu apenas o motorista derrubar três cones que estavam na avenida.

Ele não se lembra do momento do impacto. O rapaz está internado no Hospital das Clínicas e não corre o risco de morrer.

Cotidiano