Topo

Polícia prende suspeitos de atirarem antes de corrida no Complexo do Alemão

Gabriel de Paiva/ Agência O Globo
Após comércio ser fechado no Complexo do Alemão na quinta (23), alunos foram dispensados de escolas na região Imagem: Gabriel de Paiva/ Agência O Globo

Do UOL, no Rio

2013-05-28T10:59:47

28/05/2013 10h59

Agentes da delegacia da Penha (22ª DP) prenderam na manhã desta terça-feira (28) dois homens suspeitos de terem disparado tiros antes da largada da prova Desafio da Paz, na manhã de domingo (26), no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. Não foram divulgados os nomes dos detidos. A corrida foi feita em um percurso de cinco quilômetros pela rota de fuga que foi usada por traficantes em 2010, época da ocupação da região.

Segundo o tenente-coronel Alexandre Rocha, subcoordenador da Polícia Pacificadora, o efetivo policial diário na região foi aumentado em 30%. Ele disse não poder divulgar o número exato de policiais, mas informou que cerca de 2.000 PMs atuam no Complexo do Alemão e no Complexo da Penha em situações normais.

Além do tiroteio de domingo, na quinta-feira (23), o comércio e algumas escolas do Alemão e do Complexo da Penha fecharam as portas por um dia, por ordens do tráfico, após um traficante ser morto em confronto com a polícia.

O governador Sérgio Cabral (PMDB) disse na segunda-feira (27) que a implantação da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) na região exige um trabalho permanente. "[O Complexo do Alemão] era o centro nervoso do comando de uma facção criminosa. Nós não vamos nos iludir que em dois anos e meio de ocupação [um ano e meio de UPP e um ano de Exército] nós vamos resolver esse problema. Esse é um trabalho permanente", explicou o governador. "Só se ganha essa luta com perseverança, coragem e fé. E nós temos isso." (Com reportagem de Julia Affonso)

Mais Cotidiano