Topo

Polônia é o próximo país a receber Jornada Mundial da Juventude

Carolina Farias e Larissa Baroni

Do UOL, no Rio

2013-07-28T11:59:34

28/07/2013 11h59

A Polônia será o próximo país a receber a Jornada Mundial da Juventude. O papa Francisco fez o anúncio neste domingo (28), durante a oração do Angelus, após a missa de Envio.

Os discursos do papa na Jornada

  • Papa Francisco critica discussão sobre liberação das drogas

  • Papa chama dinheiro, poder, sucesso e prazer de ídolos passageiros

  • Francisco apela a jovens para que lutem contra injustiça

A cidade de Cracóvia (a aproximadamente 300 km da capital polonesa Varsóvia) foi escolhida como a próxima sede da JMJ.

"Queridos jovens, temos encontro marcado na próxima Jornada Mundial da Juventude, no ano de 2016, em Cracóvia, na Polônia. Pela intercessão materna de Maria, peçamos a luz do Espírito Santo sobre o caminho que nos levará a essa nova etapa da jubilosa celebração da fé e do amor de Cristo", anunciou o papa Francisco por volta de meio-dia.

O país tem importante representação na comunidade católica por ser também a terra natal de Karol Wojtyla, o papa João Paulo 2º, que será canonizado pelo Vaticano.

Maior evento católico do mundo

A Jornada Mundial da Juventude é considerada o maior evento católico do mundo e reúne milhões de fiéis cristãos pelos países onde é realizada. No Rio de Janeiro, o número de participantes neste domingo (28), último dia de atividades, foi estimado em 3 milhões de pessoas.

A primeira jornada foi realizada em 1986, em Roma. Desde então, o encontro, que tem entre os seus objetivos "dar a conhecer a todos os jovens do mundo a mensagem de Cristo", já passou por outras 11 cidades. Em 2011, em Madri, o evento reuniu cerca de 1,5 milhão de pessoas.

Número de jornadas gera controvérsia

Nos dois anos anteriores à realização da jornada em Roma, em 1986, ocorreram dois encontros internacionais da juventude na praça São Pedro, no Vaticano, ainda não nomeados de Jornada Mundial da Juventude. No encontro de 1985, o papa João Paulo 2º anunciou a instituição do evento para o ano seguinte.

A atual edição da JMJ é considerada a 13ª, mas o número causa controvérsia. Alguns incluem na conta os dois primeiros encontros realizados no Vaticano. Outros contabilizam eventos anteriores, fazendo com que o número de edições chegue a 28, incluindo a atual.
 

 

Mais Cotidiano