PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Receita Federal apreende 353 toneladas de lixo tóxico em Santa Catarina

Fiscais da Receita Federal e do Ibama apreenderam lixo tóxico no porto de Navegantes (SC) - Divulgação
Fiscais da Receita Federal e do Ibama apreenderam lixo tóxico no porto de Navegantes (SC) Imagem: Divulgação

Renan Antunes de Oliveira

Do UOL, em Florianópolis

11/09/2013 17h50

Fiscais da Receita Federal e do Ibama apreenderam no porto de Navegantes (a 111 km de Florianópolis), nessa terça-feira (10), 353 toneladas de lixo tóxico, importado dos Estados Unidos em 15 contêineres. Exames feitos na carga indicaram contaminação por chumbo, um metal pesado altamente poluente.

O importador declarou "cacos, fragmentos e resíduos de vidro" para burlar a vigilância. De fato, eram cacos de vidro, mas de tubos de raios catódicos (usado em tubos de imagem de televisores antigos), que têm um teor de chumbo de 11%. A Receita não divulgou o nome do importador.

O material era destinado ao processamento em indústrias. Segundo a Receita, o valor da mercadoria era baixo, quase o mesmo do frete. De acordo com o Ibama, a importação de material contaminado é vedada pelo acordo internacional da Convenção da Basileia. O país exportador (no caso os Estados Unidos) é obrigado a receber de volta o material exportado, no prazo de cinco dias. Os procedimentos para a devolução já foram tomados pela Receita.  

Cotidiano