Topo

Túneis que substituirão Perimetral no Rio estão com 20% da escavação pronta

Robô aplica concreto no túnel que substituirá a Perimetral: o material demora 30 segundos em contato com o ar para começar a endurecer - Giuliander Carpes/UOL
Robô aplica concreto no túnel que substituirá a Perimetral: o material demora 30 segundos em contato com o ar para começar a endurecer Imagem: Giuliander Carpes/UOL

Giuliander Carpes

Do UOL, no Rio

25/10/2013 18h41

Os dois túneis de 2.570 metros que substituirão o Elevado da Perimetral, no centro do Rio de Janeiro, até o início de 2016, ainda estão bem longe de serem concluídos. A concessionária Porto Novo, que realiza a obra da via expressa, estima que as passagens subterrâneas estão apenas com 20% da escavação pronta. 

A Perimetral será fechada definitivamente no dia 2 de novembro e deve começar a ser demolida 15 dias depois. “Se não tirar a Perimetral, não conseguimos fazer a boca do túnel. Daí a importância do fechamento ocorrer agora”, afirma o diretor de obras do consórcio, Ricardo Bueno. 

Depois da perfuração, ainda haverá uma fase de acabamento e colocação do asfalto, mas a concessionária diz que a obra está dentro do prazo, e os engenheiros responsáveis afirmam que o mesmo será cumprido. 

Na tarde desta sexta-feira (25) os três túneis que estão sendo escavados na região portuária do Rio foram abertos para visitação da imprensa. Os dois da via expressa (cada um com 12 metros de largura e três faixas de rolamento) aguardam a demolição de um trecho da Perimetral entre a praça Mauá e a rodoviária Novo Rio para serem acelerados. 

Um terceiro túnel, da Via Binário, que substituirá a avenida Rodrigues Alves (que passa embaixo da Perimetral), já está com o trabalho mais adiantado: tem 77% da escavação dos seus 1.480 metros terminada. A via subterrânea, que terá o sentido praça Mauá-rodoviária, será inaugurada no próximo ano, enquanto a direção inversa, pela superfície, entrou em funcionamento na semana passada. 

“No futuro, quem quiser passar pelo centro sem acessá-lo vai escolher a via expressa. Quem tiver que entrar na região utiliza a Via Binário”, explica Bueno. O túnel da Binário fica a uma profundidade de 38 metros, enquanto o da via expressa está sendo escavado 46 metros abaixo da superfície. 

Fim da Perimetral

A Perimetral é a principal via de ligação entre o centro do Rio de Janeiro, a avenida Brasil (que passa pela zona oeste) e a ponte Rio-Niterói. No projeto de revitalização da região portuária, está prevista a sua demolição e a construção de túneis para substituí-la.

O trecho entre a praça Mauá e a rodoviária é o único que já tem data para fechamento e demolição (2 e 17 de novembro, respectivamente). A obstrução dos trechos entre o aeroporto Santos Dumont e a praça Mauá e entre a rodoviária e a saída para a ponte será feita até 2016. 

A prefeitura precisou adiar em duas semanas o fechamento do primeiro trecho da Perimetral porque o Ministério Público exigiu que fossem feitos testes e a contagem dos veículos que terão de ser remanejados com a interrupção da via. Atualmente, passam 78 mil veículos por dia útil no elevado - a média chega a 2.500 mil carros por hora entre as 6h e 9h e as 17h e 20h. 

Na última quinta-feira (24), a prefeitura realizou o primeiro teste de fechamento em dia útil. O resultado: o motorista que trafegava no centro da cidade precisou ter mais paciência, porque foram registrados mais engarrafamentos. Os testes definitivos vão ocorrer tanto no sábado (26) quanto no domingo (27) entre as 14h e as 17h. 

Enquanto os túneis da região portuária não ficam prontos, a Perimetral será substituída provisoriamente pela Via Binário do Porto.      

Escavação

A escavação de ambos utiliza o mesmo método. Uma máquina chamada Jumbo faz vários furos de 3 a 3,5 metros na rocha e insere explosivos. A meta do consórcio é realizar explosões na região duas vezes ao dia - a vizinhança é avisada por sirenes. A cada explosão, é possível perfurar de 2,4 a 3,2 metros. “É um trabalho de formiguinha”, diz Bueno.  

A construção dos túneis torna a parte subterrânea da região portuária uma verdadeira cidade escondida. Há 1.050 funcionários - 19% do total de 5.500 mil de toda a revitalização da região portuária - trabalhando no subsolo seis dias por semana em três turnos. 

Os túneis entram nos investimentos de R$ 4,1 bilhões em infraestrutura que estão sendo feitos na região portuária do Rio de Janeiro. No total, serão investidos R$ 7,6 bilhões num esquema de parceria público-privada.

Mais Cotidiano