Topo

Haddad sanciona lei que isenta moradia popular de pagar IPTU

Do UOL, em São Paulo

07/11/2013 14h37

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), sancionou nesta quinta-feira (7) um projeto de lei que isenta moradias com valor de até R$ 160 mil destinadas à população de baixa renda de pagar IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano).

A medida também facilita a construção de habitações populares. O programa Minha Casa Minha Vida e o programa de Arrendamento Residencial serão beneficiados pelo projeto.

Leia mais

  • Joel Silva/Folhapress

    Prefeitura de SP não sabe para onde vai mais da metade do IPTU pago pelo contribuinte

"É mais uma medida de simplificação da aprovação dos empreendimentos de habitação popular em São Paulo. Esta é uma lei importante para a cidade porque a moradia ganha mais impulso com a desoneração praticamente total dos tributos incidentes sobre a habitação de interesse social”, afirmou o Haddad.

A sanção do prefeito acontece em meio a um imbróglio jurídico em torno a proposta de reajuste do IPTU. A proposta sancionada por Haddad e aprovada na Câmara foi suspensa ontem pela Justiça de São Paulo. O prefeito afirmou que vai recorrer da decisão.

A Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo entrou com uma ação civil pública contra a Prefeitura de São Paulo e a Câmara Municipal por conta da aprovação da proposta.

Para o Ministério Público, não foram respeitados os princípios constitucionais e o regimento interno da Câmara. Na ação, além do pedido de liminar, o Ministério Público solicitou que o projeto de lei aprovado pelos vereadores seja anulado. 

Cotidiano