PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Piloto de avião da Gol faz manobra para desviar de balão em voo entre Rio e Minas

Do UOL, no Rio

15/11/2013 17h05Atualizada em 15/11/2013 17h16

O piloto do voo G3 1660, da Gol, que foi do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ao Aeroporto de Confins, em Minas Gerais, precisou fazer uma manobra evasiva na manhã desta sexta-feira (15) após ter avistado um balão na rota da aeronave.

Segundo a companhia aérea, o procedimento evitou a colisão do avião, que levava 139 passageiros. O pouso ocorreu normalmente, a aeronave passou por vistoria e foi liberada para o próximo voo.

“A companhia julga importante esclarecer que este procedimento está previsto no manual do fabricante e faz parte do escopo de treinamento da tripulação técnica”, informou a Gol, em nota.

De acordo com nota divulgada no site do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), dependendo da velocidade do avião e da massa do balão, um choque como esse pode causar a queda da aeronave. “A soltura de balões, além de um crime ambiental, se transforma em um real perigo para a aviação”, diz o texto.

Também nesta madrugada, um avião que partiu do Rio por volta das 3h com destino a Buenos Aires teve problemas ao aterrissar no Aeroporto Internacional de Ezeiza, já na capital argentina. O voo 2255 da Aerolineas Argentinas, operado pela Austral, deslizou no momento do pouso e saiu da pista. Os passageiros tiveram que deixar a aeronave pelo escorregador de emergência. Não houve feridos. O incidente aconteceu às 5h45.

Cotidiano