Topo

Tarifa da passagem de ônibus no Rio sobe de R$ 2,75 para R$ 3

Do UOL, no Rio

08/02/2014 06h00

A tarifa de ônibus no Rio de Janeiro passa a custar R$ 3 a partir deste sábado (8). O valor da passagem, que era de R$ 2,75, sofreu um reajuste de pouco mais de 9,09%.

BLOG DO MÁRIO MAGALHÃES

A nova tarifa de ônibus no Rio, R$ 3, passa a valer em 8 de fevereiro, cumprindo o aumento de 9% anunciado ontem à noite pela prefeitura. Cinco dias depois, haverá manifestação contra o reajuste, convocada pelo Fórum de Lutas Contra o Aumento da Passagem. Com o objetivo, não declarado, de esvaziar protestos como esse, o prefeito Eduardo Paes ampliou o passe livre para estudantes da rede pública (ensino fundamental e médio) e para universitários de baixa renda.

Mário Magalhães, blogueiro do UOL

No mesmo dia em que a aumento das passagens foi publicado no "Diário Oficial do Município", o prefeito da cidade, Eduardo Paes (PMDB), ampliou as gratuidades integrais aos estudantes de universidades públicas beneficiados pelo sistema de cotas e pelo programa Universidade para Todos, ambos implementados pelo governo federal, e que antes pagavam meia passagem.

Também terão direito ao "Passe Livre Universitário" os universitários com renda familiar per capital de até um salário mínimo. A prefeitura não informou quantos estudantes serão beneficiados pela extensão das gratuidades.

Para ter direito ao benefício, os estudantes terão que apresentar o comprovante de matrícula, além de fornecer informações sobre a renda familiar. Eles receberão cartões do sistema Bilhete Único com até 76 viagens mensais, sendo possível utilizar, no máximo, quatro por dia. O benefício também vale para os fins de semana.

O prefeito publicou ainda no Diário Oficial decreto que cria a Comissão de Acompanhamento do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus, cujo objetivo será fiscalizar e acompanhar os contratos de concessão firmados entre o governo municipal e as empresas de ônibus.

"A comissão terá por atribuições acompanhar o trabalho do poder concedente no que diz respeito à execução e fiscalização dos contratos de concessão, propondo eventuais medidas corretivas, orientações, melhorias e prestando contas diretamente ao prefeito", estabelece o artigo 1º do decreto 38279/2014.

Protestos

O aumento da tarifa motivou manifestações na cidade desde a última semana, tendo a maior e mais violenta delas ocorrido na quinta-feira (6), no Centro do Rio. Na ocasião, o repórter cinematográfico da "TV Bandeirantes" Santiago Idílio Andrade foi atingido por um artefato explosivo enquanto fazia a cobertura do protesto. A situação do cinegrafista é grave, ele passou por cirurgia e permanece internado em coma.

O valor das passagens foi o mote dos protestos de junho do ano passado, que contagiaram o país com esta e outras demandas. Naquele momento, Rio e São Paulo voltaram atrás e reduziram as tarifas.

Mais Cotidiano