Topo

Casal diz ter encontrado barata em hambúrguer do McDonald's

Homem afirma ter visto algo "diferente" na boca da mulher, que consumia um sanduíche - Arquivo Pessoal/Luiz Henrique Pena
Homem afirma ter visto algo "diferente" na boca da mulher, que consumia um sanduíche Imagem: Arquivo Pessoal/Luiz Henrique Pena

Do UOL, em Santos (SP)

14/02/2014 15h18

Um casal de São Vicente, no litoral de São Paulo, disse ter encontrado uma barata em um sanduíche da rede de fast food McDonald's. O caso teria ocorrido na última terça-feira (11), em um dos restaurantes da franquia localizado na avenida Ana Costa, no Gonzaga, bairro nobre de Santos (SP). 

De acordo com o segurança Luiz Henrique Pena, ele estava com a mulher Jéssica Santos Rodrigues e o filho, Filipe Gabriel, de 1 ano e 5 meses, passeando na cidade quando resolveram comer um lanche. "Minha esposa estava com fome e vontade de comer lá (no McDonald's), então paramos".

Após consumir parte do Quarteirão (um dos sanduíches vendidos na rede), o marido identificou algo "diferente" na boca da mulher. "Eu estava brincando com meu filho quando vi a barata para fora e avisei. Ela cuspiu e ficou muito assustada, começou a chorar sem parar", afirma.

Imediatamente após perceber o inseto no sanduíche, o segurança diz ter chamado um funcionário, que constatou a barata no local e indicou a gerente. "Estávamos no andar superior, onde ficam as mesas. A gerente estava lá embaixo, onde ficam os caixas e a cozinha, então desci. Eu estava muito nervoso. Quando ela subiu e viu a barata, disse que em 10 anos de trabalho nunca tinha visto aquilo e logo quis trocar o sanduíche, mas eu não aceitei. Ela disse que ia pegar meu telefone, levar o lanche para análise e que depois entrava em contato comigo. Ela tentou tirar ele da minha mão e, como não conseguiu, acabou rasgando a nota fiscal".

Pena nega que ele ou a mulher sejam responsáveis pelo aparecimento do inseto no sanduíche. "O restaurante estava cheio, não tinha como a gente colocar aquele bicho ali. O susto e vergonha que minha mulher passou não foi de brincadeira. As meninas que atendem no andar superior os clientes riam de nós, da minha mulher. Não sei como consegui não reagir".

Sem resolver a situação no local, o casal chamou a polícia. "Eu não sabia mais o que fazer, só sabia que não era certo eu estar passando por aquela situação. Os policiais foram muito atenciosos, mas no mesmo dia tentei registrar um boletim de ocorrência (BO) e não consegui. Falaram que não era caso de polícia".

Dois dias depois, na quinta-feira (13), Pena foi novamente ao 7º Distrito Policial de Santos, desta vez com a presença de um advogado. Um BO foi registrado sob a natureza "não criminal". "Antes de voltar no DP, eu tentei levar o sanduíche para análise e não consegui. Lá na polícia liberaram uma requisição para execução do teste em Santos mesmo. [O sanduíche] deve ser encaminhado na segunda-feira".

Outro lado

O McDonald's informou, por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, que apura "os fatos relatados pelo cliente e que segue rígidos padrões de higiene e segurança alimentar”.

Mais Cotidiano