Abastecimento de gás de cozinha e combustíveis é preocupante no Acre

Eduardo Duarte

Do UOL, em Rio Branco (AC)

O nível do rio Madeira em Rondônia atingiu a cota de 18,87 m (6 cm em 24 horas) e deve continuar subindo nos próximos dias. Com tráfego de veículos limitado na BR-364, o abastecimento de hortifrutigranjeiros para o Acre é feito com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB). Segundo o vice-governador do Acre, Cesar Messias, a maior preocupação é quanto ao fornecimento de gás de cozinha. O sistema de abastecimento em Porto Velho está comprometido e o governo estuda maneiras de abastecer a capital.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado do Acre, uma carga de 450 toneladas de gás de cozinha deverá chegar a Rio Branco até o próximo final, através de duas balsas que saíram de Manaus (AM). A viagem de Manaus a Rio Branco, por via fluvial, dura 12 dias.

Já em Cruzeiro do Sul, a situação é mais grave. Segundo informações da Secom, um carregamento com 100 toneladas de gás partiu para o vale do Juruá para atender à demanda da região.

Rios transbordam na Região Norte
Veja Álbum de fotos

Sérgio Gomes, proprietário de um restaurante na cidade está preocupado com a situação e disse que tem estoque somente para os próximos sete dias. "Depois disso não sei como vai ficar, vou ter que esperar pra ver como fica", disse.

Hortifrutigranjeiros
Para fazer o abastecimento de hortifrutigranjeiros, a FAB colocou três aeronaves à disposição do governo do Acre. Até o momento já foram realizados 17 voos. O abastecimento também está sendo feito por caminhões. "Todos os esforços estão sendo feitos para que o abastecimento ocorra tranquilamente", disse o vice-governador.

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) informa que o rio só deve apresentar vazante na segunda quinzena de março.

Combustíveis
O diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Combustível do Acre, Romeo Delilo, informou ao UOL que desde a última segunda-feira (3) falta combustível em alguns postos de Rio Branco.

De acordo com Delilo, após a mudança da logística de distribuição, o abastecimento está irregular. "O pior é que o gerente de vendas da Petrobras não nos atende mais por telefone e estamos sem previsão de quando chega o combustível", afirmou.

Após o fechamento parcial da BR-364 a distribuição de combustível está sendo feita a partir da cidade de Cruzeiro do Sul (640 km de Rio Branco).
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos