PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

No Rio, empresas de ônibus recorrem ao TRT contra greve de rodoviários

Do UOL, no Rio

08/05/2014 19h49

O Rio Ônibus (Empresas de Ônibus da Cidade do Rio) informou ter entrado com um pedido no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), na noite desta quinta-feira (8), a fim de que a greve dos rodoviários seja considerada abusiva. Na versão da representação patronal, a paralisação da categoria provocou "transtornos aos trabalhadores e à população".

O sindicato das empresas informou ainda que, até o início da noite, 467 veículos haviam sido depredados por grevistas. Os consórcios Internorte, Santa Cruz, Intersul e Transcarioca orientaram as empresas a registrar os danos sofridos na polícia, para que eventuais responsáveis sejam identificados.

Ainda de acordo com o Rio Ônibus, a maioria dos veículos danificados já passou por reparo. As peças mais trocadas, segundo o sindicato, foram retrovisores, janelas e para-brisas. A área da cidade mais afetada pela greve é a zona oeste do Rio, incluindo Barra da Tijuca e Jacarepaguá.

Questionado sobre os ônibus depredados, o líder da greve dos rodoviários no Rio de Janeiro, Hélio Theodoro, afirmou ter presenciado casos isolados, e questionou o balanço divulgado pelo sindicato patronal.

"Isso aconteceu, com toda certeza, principalmente na zona oeste. Eu mesmo presenciei alguns fatos. Mas toda ação gera uma reação", relatou. "Alguns rodoviários que não aderiram à greve queriam tirar os ônibus de qualquer maneira. Chegaram a jogar o ônibus em cima da gente. O pessoal jogou pedra para se defender."

A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que está executando um "plano de operações" para conter eventuais depredações de ônibus. Carros da PM foram posicionados nos arredores das sedes das empresas a fim de "monitorar a movimentação", informou a corporação, em nota.

A concessionária do metrô do Rio, a MetrôRio, recebeu em torno de 30 mil usuários a mais entre entre as 5h e as 10h desta quinta-feira (8), devido à paralisação dos ônibus. O número representa  12,9% a mais para o período.

Caos

A concessionária dos trens urbanos, SuperVia, registrou aumento de 10% no número de passageiros em relação à média diária, até as 9h, mas não foi informado o número de passageiros.

A concessionária disse que opera com toda a capacidade, com 1,6 milhão de lugares disponíveis nos vagões, além de ter reforçado a equipe de atendimento nas principais estações. A SuperVia garantiu estar preparada para atender ao possível aumento da demanda de passageiros no fim do dia. (Com Agência Brasil)

Cotidiano