PUBLICIDADE
Topo

Com greve, Metrô-SP encerra operação mais cedo

Wellington Ramalhoso

Do UOL, em São Paulo

05/06/2014 12h16Atualizada em 05/06/2014 22h43

O Metrô de São Paulo remanejou funcionários para operar trens e contornar a greve desta quinta-feira (5). Com o plano de contingência, 37 das 62 estações da rede estão abertas. A operação comercial, entretanto, será encerrada às 23h --em dias normais, as estações fecham depois de 0h. 

A linha 1-azul está operando entre as estações Luz e Saúde. A 2-verde está restrita ao trecho Ana Rosa-Vila Madalena. A 3-vermelha funciona no trecho entre Tatuapé e Marechal Deodoro. Das 37 estações em operação, seis foram abertas somente no período da tarde, por volta de 16h.

linha 4-amarela, que é operada por empresa privada, opera normalmente. A linha 5-lilás também funciona normalmente, mas sem a estação Adolfo Pinheiro, que ainda passa por testes.

Em assembleia na noite de hoje, os metroviários decidiram pela continuidade da greve. Mais cedo, representantes do Metrô e do sindicato estiveram reunidos no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) em uma nova audiência para tratar da negociação salarial, mas não houve acordo.

Cotidiano