PUBLICIDADE
Topo

Alça de viaduto que desabou durante a Copa é implodida em Belo Horizonte

Uarlen Valério/Estadão Conteúdo
Imagem: Uarlen Valério/Estadão Conteúdo

Carlos Eduardo Cherem

Do UOL, em Belo Horizonte

14/09/2014 09h13

A alça norte do viaduto Batalha dos Guararapes foi implodida neste domingo em Belo Horizonte. Ela faz parte do viaduto que desabou durante a Copa do Mundo, em junho, na capital mineira, e matou duas pessoas. A implosão ocorreu por volta das 9h e transcorreu dentro da normalidade.

Para a implosão, que durou cerca de 3 segundos, foram utilizados 125 quilos de dinamite. Durante todo o fim de semana foi montada uma operação para a retirada dos moradores dos prédios vizinhos, em um raio de 200m do local da implosão. A remoção dos escombros deverá durar cerca de uma semana.
 
Depois da implosão, homens do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil do município, técnicos e engenheiros da Cowan, empresa responsável pela construção, estão entrando na área restrita de segurança para vistoriar os imóveis e verificar a situação.
 
 
Mortes
 
Em 3 de julho deste ano, durante a realização da Copa do Mundo no Brasil, a alça sul do viaduto Batalha dos Guararapes desabou matando a motorista Hanna Cristina dos Santos, 26, e o ajudante de pedreiro Charlys Nascimento, 24. Os dois estavam dentro de veículos atingidos pela queda da estrutura. Outras 23 pessoas ficaram feridas.
 
Até hoje, a avenida Pedro 1º, que fica debaixo do viaduto, permanece interditada. O trânsito na região ficou bastante complicado. Moradores de prédios vizinhos ao viaduto tiveram que deixar seus apartamentos para que a implosão pudesse ser realizada.
 

Cotidiano