PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Tornado em SC prejudicou 800 mil pessoas, diz Defesa Civil

Dinilson Vieira

Do UOL, em Joinville

23/04/2015 10h27

Novo balanço da Defesa Civil de Santa Catarina divulgado na noite desta quarta-feira (22) afirma que cerca de 800 mil pessoas foram prejudicadas de alguma forma pelo tornado que atingiu Xanxerê (551 km de Florianópolis) e região na última segunda-feira (20).

Município mais prejudicado pelo desastre natural, onde duas pessoas morreram, Xanxerê contabiliza 2.100 desalojados e 186 desabrigados pelos ventos que ultrapassaram os 220 km/h.

O Formulário de Identificação de Desastre (Fide) da Defesa Civil aponta que 3.944 residências foram danificadas em Xanxerê, inclusive dez prédios públicos como duas escolas e o ginásio municipal. Uma ponte também foi destruída. Dos cem feridos, pelo menos três sofreram amputações de membros.

O documento aponta ainda que os prejuízos econômicos na cidade devem chegar a R$ 12,6 milhões na área pública e a R$ 45,4 milhões no setor privado. O documento é fundamental para endossar o decreto de estado da calamidade pública em Xanxerê, assinado pelo governador Raimundo (PSD) na quarta-feira.

O decreto foi encaminhado ao Ministério da Integração Nacional, que é responsável pelo reconhecimento oficial da situação.

Xanxerê e as vizinhas Ponte Serrada e Passos Maia foram os municípios que informaram o Estado sobre algum tipo de ocorrência associada ao tornado. De acordo com levantamento preliminar cerca de 20 cidades foram afetadas de alguma forma pelo evento.

Algumas tiveram queda de energia, interrupção de abastecimento de água, ventos fortes, chuva forte, queda de árvores e deslizamentos de terra. Pelo menos 33 mil unidades consumidoras ficaram sem energia na região. Ponte Serrada e Passos também tiveram a passagem de tornados, mas com menos intensidade.

Todas as informações colhidas em órgãos públicos como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros foram utilizadas para fechar a conta e se chegar ao número de 800 mil pessoas prejudicadas de alguma forma pelo desastre natural na região.

A Diretoria de Resposta aos Desastres destina itens de auxílio humanitário aos flagelados. Até agora já foram entregues em Xanxerê 34 rolos de lonas, 34 mil telhas, mil quilos de pregos para telhas, 20 mil parafusos para telhas, 550 cestas básicas, 630 colchões de solteiro, 2.320 kits de acomodação e 4.000 galões de água com cinco litros cada um.

Volta às aulas

Das 13 escolas públicas de Xanxerê, 11 retomaram as aulas nesta quinta-feira (23), de acordo com Gerência de Educação da Secretaria de Desenvolvimento Regional.

As escolas Neusa Lemos Marques e a Luiz Coradi tiveram parte da estrutura prejudicada e os alunos só devem voltar às salas de aula na próxima segunda-feira (27).

Vários bairros de Xanxerê permaneciam sem abastecimento de água ontem. De acordo com a Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan), aproximadamente 650 ligações foram danificadas na cidade.

O problema se agravou porque também falta energia elétrica, e a água não pode ser puxada para a região mais alta da cidade.

Os abrigos na cidade funcionam foram montados no Centro Comunitário e no Parque de Exposições Femi. O Exército montou seu próprio alojamento para entregar as doações que chegam ao município, vindas de todo o Estado. 

Veja momento em que tornado atinge Xanxerê (SC)

Cotidiano