PUBLICIDADE
Topo

Chuvas deixam 3 mortos e 5,4 mil desabrigados no Sul

Do UOL*, em São Paulo

15/07/2015 20h07

 As chuvas voltaram a castigar a Região Sul do Brasil nesta quarta-feira (15). No balanço de três dias de temporais e tornados nos Estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, já são 3 mortes e 5,4 mil pessoas desabrigadas, com outras 25 mil afetadas, de alguma forma, em 87 cidades - 26 das quais em estado de emergência, além de outras três que decretaram calamidade pública. Os dados são das centrais de Defesa Civil estaduais.

O Rio Grande do Sul registra 3,4 mil desabrigados em decorrências das fortes chuvas que provocam alagamentos desde domingo (12). Segundo a Defesa Civil Estadual, 2.728 moradores estão desalojados, morando na casa de amigos e parentes, e há 684 acolhidos em espaços das prefeituras, em escolas e igrejas. A atenção, agora, está voltada para a cheia dos rios, que continuam subindo.

São 37 as cidades atingidas por enchentes e inundações. Destas, três já decretaram emergência: Barra do Guarita, Esteio (Vale do Sinos), Riozinho e Rolante.

Em Santa Catarina, duas pessoas morreram em consequência das fortes chuvas que atingem Santa Catarina desde o fim de semana passado. Somente nas últimas 48 horas choveu mais que o esperado para o mês inteiro em 45 cidades. Dez municípios entraram com pedido para que seja decretada situação de emergência.

A situação é mais crítica em Maravilha, Coronel Freitas e Chapecó, no Oeste catarinense, onde mais de 2 mil pessoas perderam suas casas e há 8 feridos, segundo a Defesa Civil.

No Paraná, as fortes chuvas e os dois tornados que passaram pela região Sudoeste do Paraná atingiram principalmente as cidades de Francisco Beltrão, Mariópolis e Terra Rica, deixaram um morto e 71 feridos, segundo boletim da Defesa Civil. O número de municípios prejudicados também subiu, passando de 36 para 46. Pelo menos 24,6 mil moradores foram afetados.

*com informações do Estadão Conteúdo e da Folha de S. Paulo

Cotidiano