Médico que caiu da varanda em pousada no PI tem morte cerebral

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Arquivo pessoal

    A obstetra Leânia Garcia Telles, 57, e o cardiologista Paulo César de Carvalho Telles, 57, caíram de costas da varanda da pousada

    A obstetra Leânia Garcia Telles, 57, e o cardiologista Paulo César de Carvalho Telles, 57, caíram de costas da varanda da pousada

O médico cardiologista Paulo César de Carvalho Telles, 57, que caiu junto com sua mulher, Leânia Garcia Telles, 57, da varanda de uma pousada em Cajueiro da Praia, litoral do Piauí, teve morte cerebral nesta segunda-feira (18). Telles foi transferido de Teresina para um hospital em São Paulo, no último sábado (16), em um avião com UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A família informou que deverá doar os órgãos dele.

Segundo o sobrinho do médico, Fernando Martins, a família decidiu transferi-lo para São Paulo porque Telles havia apresentado melhora no estado de saúde. Ele destacou que a família avaliou que Telles deveria receber tratamento médico de outros especialistas para ajudá-lo na recuperação. Porém, na madrugada desta segunda-feira, a equipe médica constatou morte cerebral no paciente.

"Estamos num momento muito difícil, mas já conversamos e os órgãos do meu tio que puderem ser doados, serão doados. Não sabemos quando vai ser feita a doação, mas já informamos ao hospital o nosso desejo", disse Martins.

A família não quis informar o nome do hospital que Telles está internado. A mulher dele está em São Paulo junto com a família. Ela recebeu alta na semana passada.

Martins afirmou ainda que a família registrou BO (Boletim de Ocorrência) na Polícia Civil, na semana passada. O BO relatava lesões corporais no casal. Porém, segundo o delegado Christhian Mascarenhas, com a morte de Telles, o inquérito deverá mudar para homicídio e lesão corporal.

Mascarenhas disse que está intimando os responsáveis pela pousada e testemunhas para investigar as causas do acidente. "Vamos investigar se houve negligência ou não. Estamos apurando as responsabilidades do proprietário da pousada", disse o delegado, que é titular da delegacia de Luís Correia, município vizinho à Cajueiro da Praia.

Viagem

Telles e Leânia são de Rio Verde (GO) e decidiram passar a última semana do ano na praia. O casal viajou com a filha, Nara Telles, e outros familiares para Cajueiro da Praia, no dia 27 de dezembro. Leânia contou à família que eles não perceberam que a estrutura de madeira da pousada estava com risco de desabamento.

Antes do acidente, Telles havia tirado a foto da mulher encostada no parapeito e depois resolveu fazer uma selfie no mesmo local para enviar à outra filha, Nathália Telles, que não viajou com o grupo. Eles caíram de costas do primeiro andar no térreo da área externa da pousada e sofreram várias lesões pelo corpo.

Leânia sofreu lesões nas vértebras e coluna, além de escoriações pelo corpo. A médica recebeu alta da UTI no dia 4.

Já Telles fraturou costelas, teve o pulmão perfurado e sofreu também lesões em três vértebras da coluna. Durante a internação, ele estava se submetendo às sessões de diálise para que os rins e o fígado voltassem a funcionar.

O médico passou 17 dias internado no Hospital São Marcos, em Teresina.

O UOL entrou em contato por telefone com a pousada Casa da Tartaruga, mas ninguém atendeu as ligações. A reportagem procurou o responsável pela pousada, Rafael Garreta, mas o telefone dele estava desligado. O UOL enviou um e-mail para a pousada, mas até a publicação deste texto ninguém se posicionou sobre o assunto.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos