Acordo indeniza quem perdeu veículos após rompimento de barragem em Minas

Rayder Bragon

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

  • Leo Fontes/O Tempo/Estadão Conteúdo

    Carro é levado pela enxurrada causada pelo rompimento da barragem, em Bento Rodrigues, subdistrito de Mariana (MG)

    Carro é levado pela enxurrada causada pelo rompimento da barragem, em Bento Rodrigues, subdistrito de Mariana (MG)

Moradores dos subdistritos de Bento Rodrigues e Paracatu que perderam seus veículos após o rompimento da barragem de Fundão, no dia 5 de novembro do ano passado, em Mariana (MG), vão ser ressarcidos após acordo parcial fechado entre a mineradora Samarco, responsável pela estrutura, e o MP-MG (Ministério Público de Minas Gerais).

O acordo foi firmado nesta quarta-feira (20) em reunião feita no Fórum da cidade mineira e contou com representantes da empresa, dos atingidos, além da Vale e da anglo-australiana BHP, controladoras da Samarco.

Segundo o promotor Guilherme de Sá Meneghin, da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Mariana, os valores vão ser baseados na tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) que calcula o preço médio de veículos e é comumente usada pelo mercado de seguros.

Os donos, ainda de acordo com o promotor, vão receber o valor do veículo que constou na tabela no dia do rompimento, acrescido de juros e correção. Eles serão ressarcidos 30 dias após a entrega à Samarco dos documentos que comprovem a propriedade dos bens.

Meneghin disse que 38 pessoas perderam seus veículos em razão da lama que vazou da barragem. Logo após o desastre, o UOL conversou com uma das pessoas que perdeu o carro. Ele usava para viajar a outra cidade para se tratar de um câncer. 

 

Outra decisão anunciada foi o adiantamento de R$ 10 mil, a título de antecipação de indenização, a proprietários de casas e sítios localizados nos dois lugarejos, mas que somente usavam as propriedades nos fins de semana e não moravam nelas. Esse valor será pago aos atingidos até o final de fevereiro deste ano. Nesta situação estão 30 famílias, conforme o Ministério Público.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos