Samarco faz campanha publicitária com empregados e vítimas do desastre

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

A mineradora Samarco iniciou esta semana campanha publicitária em portais e sites de notícias do país com a divulgação de vídeos de vítimas, empregados da companhia e agentes de participaram do resgate e acolhimento das pessoas, após o desabamento da barragem de
Fundão em Mariana (MG), em novembro do ano passado.

Na tragédia morreram 19 pessoas e 40 municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo que foram cobertos de lama de rejeito de minério de ferro. Fundão é considerado o maior desastre ambiental da história do país.

Esta é a segunda campanha publicitária da mineradora. Um mês após o desastre, no início de dezembro de 2015, a mineradora lançou campanha publicitária nacional para relatar suas ações para dirimir os estragos provocados pelo rompimento da barragem.

Na primeira campanha publicitária, a Samarco utilizou frases como "cuidar, providenciar, reconstruir" e "esclarecer, recuperar, fazer o que deve ser feito", desta vez a mineradora colocou vídeos de curta duração com depoimentos sobre as iniciativas da mineradora, após o desastre. O slogan, agora, diz que "é sempre bom olhar para todos os lados".

O rio Doce vive

Num dos vídeos, o pescador Élcio José Souza, o Zé do Sabino, de Regência (ES), que há 45 anos exerce a atividade no rio Doce, e que se tornou empregado da Samarco após o desastre, reclama do que "o pessoal está dizendo por aí".

"Não existe coisa ruim dessa forma que o pessoal está dizendo por aí", afirma o pescador num dos vídeos. "Eles têm de estar mais perto da gente e se informar com as pessoas que tem conhecimento da situação", diz

"Ele (rio Doce) está com a água barrenta. Mas, porém, moro aqui há 50 anos, a água não tem nenhum tipo de poluição". "Porque os peixes estão todos vivos aí. Eu vejo, todos os dias, peixes pulando por onde eu estou circulando".

Em outro vídeo, uma vítima do desastre identificada como Maria Aparecida entra numa casa com dois filhos adolescentes. A família se mostra alegre e sorridente, percorrendo os cômodos da residência. "Achei que ia demorar. Mas foi rápido", diz Maria Aparecida.

Na cena do vídeo, surge a mensagem da Samarco: "99,7% das 365 famílias foram acomodadas".

As diretoras Eliane dos Santos e Gislaine Pereira, das escolas municipais dos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu, em Mariana (MG), devastadas pela lama, estão dentro de uma sala de aula. "Nem acreditava que a gente ia retornar à sala de aula", afirma Santos.

"Os nossos alunos ficaram apenas uma semana fora da sala de aula", diz Pereira.

Prestação de contas à sociedade

Em nota, a Samarco afirmou que a campanha publicitária "tem o objetivo de prestação de contas à sociedade das ações que a empresa vem realizando para a mitigação das consequências socioeconômicas e ambientais do acidente com a barragem de Fundão".

"A partir do depoimento das pessoas envolvidas em cada frente de trabalho, os anúncios resgatam ações e investimentos já realizados e em andamento, que são o principal foco da empresa".
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos