Grupo de luta por moradia ocupa prédio do Ministério das Cidades em Brasília

Marieta Cazarré

Da Agência Brasil

  • José Cruz/Agência Brasil

    Integrantes do Movimento Frente Nacional de Luta no Campo e Cidade ocupam sede do Ministério das Cidades, em Brasília; lixeiras e vidraças foram quebradas

    Integrantes do Movimento Frente Nacional de Luta no Campo e Cidade ocupam sede do Ministério das Cidades, em Brasília; lixeiras e vidraças foram quebradas

Aproximadamente 200 integrantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade ocuparam o prédio do Ministério das Cidades, em Brasília, nesta quinta-feira (3), às 4h. Eles quebraram vidraças e lixeiras, impediram a entrada de funcionários e ocuparam do térreo até o quarto andar do edifício.

Segundo Petra Magalhães, dirigente nacional da Frente, o grupo reivindica a construção de 16 mil moradias do programa Minha Casa, Minha Vida no Distrito Federal. "O governo só tem liberado [a construção das casas] para a faixa 3, que é acima de três salários mínimos. O nosso povo, que é da faixa 1, não tem acesso a esse programa", disse.

Para o segmento atendido pela faixa 1, os subsídios ultrapassam 90% do valor do imóvel. As famílias pagam 5% da renda familiar ou o mínimo R$ 25 por mês, durante 120 meses, e podem adquirir imóveis no valor até R$ 96 mil, dependendo da região.

De acordo com Petra, os manifestantes só vão deixar o prédio, depois de serem recebidos pelo ministro Gilberto Kassab. Policiais militares acompanhavam a movimentação de longe.

A reportagem entrou em contato com o Ministério das Cidades, mas até a publicação do texto, não obteve posicionamento do órgão sobre as demandas dos manifestantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos