Mulheres espalham cartazes contra candidatura de Pedro Paulo no Rio

Paula Bianchi

Do UOL, no Rio

Um grupo de mulheres no Rio de Janeiro aproveitou a madrugada do dia 8 de março para fazer um protesto contra a candidatura do secretário-executivo de Coordenação de Governo, Pedro Paulo (PMDB-RJ), à prefeitura da cidade.

Diversos bairros da cidade amanheceram com cartazes questionando a candidatura do deputado, suspeito de agredir a ex-mulher Alexandra Marcondes.

Pedro Paulo é pré-candidato à sucessão do prefeito Eduardo Paes (PMDB). Ele também é responsável por algumas das principais obras que acontecem hoje no Rio e já é tratado por Paes como futuro prefeito da cidade. 

Reprodução/Facebook
Foram colados cartazes por diversos bairros da cidade, entre eles Leblon, Gávea, Botafogo, Flamengo e Laranjeiras, na zona sul; Lapa e Santa Teresa, no centro, e na Tijuca, na zona norte, e Vila Valqueire, na zona oeste.

Reprodução/Facebook
"A cada cinco minutos, uma mulher é agredida violentamente no Brasil. É inaceitável que Pedro Paulo seja candidato à prefeitura da cidade do Rio de Janeiro", afirma o grupo, batizado de Mulheres contra Pedro Paulo.

Reprodução/Facebook
De acordo com as responsáveis pela mobilização, outras intervenções devem ocorrer nos próximos meses. "As ações estão só começando. Temos o compromisso de garantir que a violência contra a mulher não tenha vez na Prefeitura do Rio."

Reprodução/Facebook
No fim de fevereiro, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux determinou abertura de inquérito contra Pedro Paulo por suspeita de ter agredido sua ex-mulher. O caso está no STF porque Pedro Paulo é deputado federal – ele está licenciado para a secretaria, mas ainda mantém direito a foro privilegiado.

Reprodução/Facebook
Em depoimento ao Ministério Público, Alexandra confirmou as agressões, mas não repetiu os detalhes de como ocorreu a briga. À Polícia Civil em 2010, data do episódio, ela relatou ter sido alvo de socos, chutes e empurrões. Um laudo do IML (Instituto Médico Legal) apontou que ela quebrou um dente.

Pedro Paulo, por sua vez, descreveu a briga como "uma discussão de casal que fugiu do controle por causa de um caso de traição". Procurado pelo UOL, o secretário não respondeu até a publicação desta reportagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos