Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Após festa por resgate, Justiça manda 15 presos do RJ para presídios federais

Do UOL, no Rio

  • Montagem BOL / Divulgação/PM

    Fat Family foi resgatado na madrugada de domingo (19), quando cerca de 25 homens atacaram um hospital no centro do Rio

    Fat Family foi resgatado na madrugada de domingo (19), quando cerca de 25 homens atacaram um hospital no centro do Rio

O titular da Vara de Execuções Penais, juiz Eduardo Oberg, determinou nesta terça-feira (21) que 15 detentos presos no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, sejam transferidos para presídios federais fora do Estado. As transferências ocorrem dois dias após o resgate de Nicolas Labre Pereira de Jesus, o "Fat Family", do Hospital Estadual Souza Aguiar, no centro da capital fluminense.

Em sua decisão, o juiz citou uma suposta festa que teria acontecido nas galerias da prisão depois da fuga de Fat Family e determinou a abertura de uma investigação para apurar as denúncias de entrada de lanches, celulares, um roteador wi-fi e munição na unidade.

Na segunda-feira (20), o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, pediu a transferência de 11 presos de facção ligada ao ataque ao hospital. O crime aconteceu na madrugada de domingo (19), quando cerca de 25 homens atacaram o hospital e libertaram Fat Family.

A invasão do hospital acabou em tiroteio entre os bandidos e um policial militar. Um homem que buscava atendimento foi baleado e morreu. Um funcionário e um PM foram feridos e estão internados.

Buscas

Nesta manhã, a Polícia Militar voltou a realizar buscas por Fat Family e pelos criminosos que o resgataram. Vinte e oito batalhões da PM estão envolvidos na operação, realizada em 40 favelas do Rio.

Um dos focos é a favela Santo Amaro, no Catete, zona sul do Rio, onde Fat Family foi preso, há cerca de uma semana, e ferido no rosto. A ação também tem o objetivo de prender criminosos que vêm praticando roubos e latrocínios na Região Metropolitana do Rio.

Nesta segunda-feira (20), a polícia realizou a mesma operação, mas não identificou nenhum dos envolvidos no resgate. Fat Family é apontado pela polícia como chefe do tráfico na Favela Santo Amaro. Ele é irmão de Marco Antônio Pereira Firmino da Silva, o My Thor, preso na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, e um dos líderes do CV (Comando Vermelho). (Com Estadão Conteúdo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos