Estrangeiros lideram as prisões por tráfico de drogas no aeroporto de Guarulhos

Guilherme Azevedo

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Polícia Federal

    Traficantes buscam formas de ludibriar a fiscalização, como esconder cocaína em latas de alimentos

    Traficantes buscam formas de ludibriar a fiscalização, como esconder cocaína em latas de alimentos

O traficante de drogas que viaja pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) é estrangeiro, homem, tem 34 anos, cursou pelo menos o ensino médio completo e transporta cocaína para a África ou para a Europa. Esse é o perfil que foi traçado pela pesquisa "Tráfico Internacional de Entorpecentes: o fluxo no maior aeroporto internacional do Brasil -- Aeroporto de Guarulhos", divulgada nesta segunda-feira (1º).

De autoria dos juízes federais Guilherme Roman Borges e Jorge Alberto Araújo de Araújo e pela defensora pública federal Érica de Oliveira Hartmann, com atuação na Justiça Federal de Guarulhos (SP), a pesquisa abrange um total de 947 processos judiciais e 1.164 réus, entre 3 de dezembro de 1999 e 31 de dezembro de 2013. Em 96,6% dos casos os traficantes foram presos em flagrante quando tentavam embarcar em Guarulhos.

É o mais amplo estudo sobre o tráfico internacional de drogas com base no aeroporto brasileiro mais movimentado, que transportou 39 milhões de passageiros no ano passado, segundo dados da GRU Airport, concessionária que administra as atividades aeroportuárias locais. Nas contas da Polícia Federal, são 14 mil estrangeiros viajando diariamente por Guarulhos.

Os dados compilados se baseiam exclusivamente em casos já julgados em primeira instância na Justiça Federal. Esse fato reforçaria a qualidade das informações utilizadas, porque foram submetidas ao contraditório, segundo os pesquisadores na introdução do estudo.

O documento foi redigido e compilado diante da necessidade de conhecer os réus, até então desconhecidos, e o tipo de tráfico que atravessa Guarulhos, qualificado como "atípico" em relação a outras localidades.

A pesquisa revelou que o aeroporto de Guarulhos é preferencialmente via de tráfico de cocaína, com 97% dos casos de apreensão. Há apreensões de poucas quantidades de ecstasy (1%) e heroína (1%), além de outros tipos de entorpecentes.

Divulgação/Polícia Federal
Tática para traficar inclui esconder droga em computadores. Apreensão feita no aeroporto de Guarulhos

Segundo o estudo, a cocaína ingressa no Brasil por terra, vinda da Bolívia, da Colômbia e do Peru, os principais países produtores da droga na América do Sul. O aeroporto de Guarulhos serve de meio para levar a droga para a Europa e a África, principalmente.

 "O problema de Guarulhos decorre do tamanho do aeroporto, que concentra mais de 60% do fluxo internacional do Brasil e é o principal entroncamento aeroportuário da América do Sul. Nosso problema é que é grande problema de passagem para as drogas", diz Jorge Alberto de Araújo, um dos autores do estudo, durante apresentação dos dados numa sala do Terminal 2 do aeroporto.

Divulgação/Polícia Federal
Laranja recheada com cocaína, apreendida no aeroporto de Guarulhos

Dos crimes de tráfico pesquisados no sítio aeroportuário de Guarulhos, 63% foram cometidos por homens, contra 37% por mulheres. A pesquisa mostra também que 76% foram cometidos por estrangeiros e 24% por brasileiros, com média de idade de 34 anos. Entre os estrangeiros, os nigerianos (102 réus) e os sul-africanos (89) figuram no alto da lista. Na proporção por continente dos réus, a África vem à frente, com 45%; seguida por Europa, 28%, e América do Sul, 20%.

A escolaridade dos réus presos por tráfico de drogas foi uma das surpresas do estudo, por ser considerada acima da média. Sessenta e cinco por cento dos traficantes flagrados em Guarulhos têm no mínimo o ensino médio completo, sendo que 20% deles chegaram a concluir curso de graduação.

A pesquisa revelou ainda que os principais destinos dos réus presos no aeroporto eram África do Sul (201 casos), Espanha (168), Holanda (137), Portugal (100) e Angola (48).

Ressocialização

Nesta segunda-feira (1º) também foi apresentado oficialmente o Prorrest (Programa de Ressocialização de Réus Estrangeiros), vinculado à Justiça Federal em Guarulhos. O programa presta auxílio sobretudo aos estrangeiros processados ou recém-libertados após cumprir pena por tráfico de drogas.

A intenção é  oferecer a partir de outubro um albergue provisório com 25 vagas. O local está em fase final de implementação (as obras devem se encerrar em setembro), com investimento de R$ 400 mil bancados pela GRU Airport.

Outro serviço previsto é a ajuda na formalização da documentação do preso estrangeiro, com a oferta de um CPF brasileiro, para que ele possa enviar dinheiro para parentes no exterior, e também para trabalhar fora da prisão, nos casos em que receber sentença de prisão em regime aberto, por exemplo.

O Prorrest foi criado para preencher uma das lacunas no atendimento hoje existente à população carcerária estrangeira detida pela posse de drogas. 

Confira alguns dos principais dados da pesquisa "Tráfico Internacional de Entorpecentes: o fluxo no maior aeroporto internacional do Brasil -- Aeroporto de Guarulhos":

Apreensões por tipo de entorpecente

Cocaína: 97%
Ecstasy: 1%
Heroína: 1%
Outros: 1%

Proporção entre réus brasileiros e estrangeiros

76% estrangeiros
24% brasileiros

Escolaridade média dos réus presos por tráfico de drogas

Médio completo: 39%
Superior completo: 20%
Fundamental completo: 17%
Fundamental incompleto: 12%
Superior incompleto: 6%
Médio incompleto: 5%
Analfabeto: 1%

Quantidade de réus por nacionalidade

1º Brasil: 270 (23,20%)
2º Nigéria: 102 (8,76%)
3º África do Sul: 89 (7,65%)
4º Bolívia: 55 (4,73%)
5º Angola: 44 (3,78%)
6º Espanha: 41 (3,52%)
7º Colômbia: 29 (2,49%)
8º Portugal: 28 (2,41%)
9º Holanda: 28 (2,41%)
10º Moçambique: 24 (2,06%)

Proporção por continente dos réus estrangeiros

África: 45%
Europa: 28%
América do Sul: 20%
Ásia: 5%
América do Norte: 1%
América Central: 1%

Principais destinos dos réus presos em Guarulhos, em quantidade de casos

1º África do Sul: 201
2º Espanha: 168
3º Holanda: 137
4º Portugal: 100
5º Angola: 48
6º Suíça: 40
7º Brasil: 39
8º Nigéria: 37
9º Itália: 22
10º Alemanha: 20
11º Bélgica: 20
12º Qatar: 17
13º Moçambique: 16
14º Congo: 15
15º Inglaterra: 15

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos