Violência no Rio

Rio já registrou mais roubos nas ruas entre janeiro e setembro que em todo 2015

Paula Bianchi

Do UOL, no Rio

  • Reprodução/Rio de Nojeira/Facebook

    Em nove meses ocorreram 91.826 roubos de rua contra 73.242 em 2015

    Em nove meses ocorreram 91.826 roubos de rua contra 73.242 em 2015

Entre janeiro e setembro o Estado do Rio de Janeiro já registrou mais roubos nas ruas -- que incluem roubos a pedestres, de telefones celulares e no transporte coletivo –, do que em todo o ano de 2015. Nos primeiros nove meses de 2016 ocorreram 91.826 roubos de rua contra 73.242 em todo ano passado, de acordo com dados do Instituto de Segurança Pública divulgados no começo de novembro.

Foram registrados, em média, 300 roubos de rua por dia desde o começo do ano. Apenas em setembro, dado mais recente divulgado pela Secretaria de Segurança, ocorreram 8.072 roubos de pedestres, 1.322 roubos dentro do transporte coletivo e 1.805 roubos de celulares.

O número também é o maior registrado no mesmo período em dez anos – entre janeiro e setembro de 2006, foram 24.895, um aumento de cerca de 65,3%.

Questionada sobre os números, a Secretaria de Segurança orientou a reportagem a procurar a Polícia Militar. A PM, por sua vez, não comentou o crescimento no número de roubos e afirmou que "continuará intensificando operações e ações para coibir crimes de letalidade violenta e aperfeiçoando o emprego do efetivo para reduzir os demais índices criminais".

Em crise, o governo do Rio de Janeiro decretou calamidade pública em função da situação financeira do Estado e anunciou nesta sexta-feira (4) um pacote de ajuste que prevê a redução de 20 para 12 secretarias, o aumento da contribuição previdenciária dos servidores, transferência aos demais Poderes da responsabilidade pela contribuição patronal, desvinculação de receitas do Estado e limite para as despesas com pessoal, entre outras medidas.

O Estado tem um deficit estimado de R$ 17,5 bilhões neste ano, ameaçando o pagamento de salários de servidores e de aposentadorias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos