Corpos encontrados na Cidade de Deus são identificados; um era adolescente

Alfredo Mergulhão

Colaboração para o UOL, no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou os sete corpos encontrados no domingo (20) em uma área de mata na Cidade de Deus. A comunidade é palco de intensos tiroteios desde o último sábado, quando a queda de um helicóptero da Polícia Militar que dava apoio a operação policial resultou na morte de quatro agentes.

De acordo com a Polícia Civil, os corpos encontrados são de Leonardo Camilo da Silva, 30 anos, Rogério Alberto de Carvalho Júnior, 34, Marlon César Jesus de Araújo, 22, Robert Souza dos Anjos, 24, Renan da Silva Monteiro, 20, Leonardo Martins da Silva Júnior, 22, e de um adolescente de 17 anos.

Os corpos foram encontrados no Conjunto Itamar, na Cidade de Deus, em Jacarepaguá. Os familiares das vítimas acusam a Polícia Militar de ter assassinado as vítimas.

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios da Capital (DH Capital) instaurou um procedimento para investigar as mortes. "Diligências estão em andamento para esclarecer os fatos", afirmou em nota.

No domingo, o secretário de segurança do Rio, Roberto Sá, afirmou que ainda não tinham sido identificadas as circunstâncias dessas mortes, mas que "nenhum excesso será tolerado".

Na manhã desta segunda-feira, o coordenador de comunicação da PM, major Ivan Blaz, afirmou, em entrevista ao RJTV, que desde sábado diversos criminosos foram feridos nas trocas de tiros.

O militar acrescentou que alguns desses criminosos foram encontrados em hospitais distintos e unidades de pronto atendimento, enquanto outros tentaram fugir. De acordo com Blaz, os sete corpos encontrados na mata podem fazer parte do grupo de feridos, uma vez que foram encontrados em uma área pantanosa onde houve intenso tiroteio.

Segundo balanço divulgado pela PM nesta manhã, entre sábado e domingo, as Unidades do Comando de Operações Especiais realizaram ações na comunidade que resultaram em sete prisões, apreensão de drogas (1336 trouxinhas de maconha, 653 sacolés de maconha, 22 pedras de crack, 53 sacolés de crack, um quilo de cocaína e 1002 sacolés de cocaína) e de armas (três fuzis, duas pistolas, carregadores e munições).

Novos confrontos

Moradores da Cidade de Deus relataram, nas redes sociais, que houve novos tiroteios na comunidade durante a madrugada. Até o momento, a Polícia Militar ainda não divulgou um balanço da operação nesta segunda-feira.

A situação na comunidade permanece tensa. Devido aos confrontos, 7.058 alunos da rede municipal estão sem aula na região, incluindo a Cidade de Deus e Gardênia Azul, duas localidades dominadas por criminosos que disputam território.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, 14 escolas, cinco creches e seis Espaços de Desenvolvimento Infantil estão sem funcionar no turno da manhã. A secretaria também informou que o conteúdo será reposto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos