PM afasta policial que fez vídeo elogiando líderes de massacre no RN

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Natal

  • Reprodução

    Presos que se intitulam do PCC ameaçam facção rival em vídeo

    Presos que se intitulam do PCC ameaçam facção rival em vídeo

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte abriu processo disciplinar e afastou preventivamente um policial que gravou um vídeo com integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) transferidos da penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta (na Grande Floresta).

No vídeo, três presos que se intitulam como membros do PCC são filmados e afirmam que vão "exterminar" os integrantes do Sindicato do Crime, facção rival ao grupo. Eles comemoram as mortes ocorridas no último sábado (14).

Os detentos seriam do grupo dos cinco transferidos na segunda-feira (16) por serem os líderes do massacre no sábado passado.

Após filmar dois dos três presos falando, o policial --que não teve o nome revelado-- faz reverências ao grupo. "Aí são os caras que merecem medalha de ouro, com todo respeito (...) que Deus abençoe todos vocês", diz o militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos