Câmera flagra caminhão atropelando mulher de ré em posto do DF

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL, em Brasília

Imagens de câmeras de segurança de um posto de combustíveis flagraram o momento em que uma mulher de 56 anos foi atropelada por um caminhão em marcha a ré. O caso aconteceu em Brazlândia, a 48,3 km do centro de Brasília. Apesar dos gritos dos frentistas, o veículo derrubou a mulher pelas costas e a jogou entre as rodas. O motorista continuou dando ré enquanto a mulher se mantinha imóvel embaixo do caminhão.

"Foi o maior susto do mundo. Os rastros dos pneus estão nos meus braços; meu pé está bastante machucado. Graças a Deus, estou viva", disse a vendedora ambulante Maria Elizabeth Coelho. Ela teve uma luxação no ombro esquerdo e muitos hematomas.

A vítima conta que tinha ido ao posto para comprar um suco na loja de conveniência. "Tudo aconteceu muito rápido, sabe? Eu vi o caminhão, sabia que o motor estava ligado. Mas, como estava parado, achei que não teria problema em atravessar. Só percebi que havia sido atropelada quando senti a batida e estava debaixo do caminhão", explicou.

De acordo com a vítima, o motorista do caminhão gritou "O que foi que eu fiz?" ao descer do veículo. A mulher, então, conta que respondeu: "Rapaz, você me atropelou".

O acidente foi registrado na 18ª Delegacia de Polícia na última quinta-feira (30). Só neste ano, segundo o DER (Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal), onze pessoas morreram atropeladas na capital federal. Em 2016, foram 43.

De acordo com o boletim de ocorrência, o motorista do caminhão disse que estava manobrando para poder abastecer, quando ouviu gritos dos frentistas pedindo para que ele parasse. A vítima foi socorrida e levada ao Hospital Regional de Brazlândia, pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista permaneceu no local durante todo o atendimento e, em seguida, compareceu à delegacia. Ela ainda não sabe se vai processar o condutor.

Para o gerente do posto de gasolina onde ocorreu o acidente, Venâncio Marques Ramalho, todos os caminhões de carga deveriam sair da fábrica com sensores de ré. Ele acredita que o motorista não tenha visto a vítima. "Todo veículo tem um ponto cego. Como ele não havia percebido nenhuma movimentação manobrou o carro. Foi uma cena muito forte, uma tragédia", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos