Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Após dia de caos, governo federal enviará 100 agentes da Força Nacional ao Rio

Do UOL, no Rio

  • Reprodução

    Nove ônibus foram incendiados em importantes vias do Rio

    Nove ônibus foram incendiados em importantes vias do Rio

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, anunciou nesta terça-feira (3) o reforço da Força Nacional e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Estado do Rio de Janeiro. Segundo ele, num primeiro momento, serão enviados ao Estado cem agentes da Força Nacional, que se somarão a outros 120 que já estão no Rio. O anúncio acontece um dia após ação criminosa promovida por facção que resultou em nove ônibus e dois caminhões queimados, saques a caminhões, dois suspeitos mortos e outros 45 detidos.

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, viajou ontem a Brasília e voltou a pedir ao presidente Michel Temer o envio de tropas da Força Nacional para reforçar a segurança no Estado.
 
Serraglio não quantificou o reforço a ser cedido à PRF e informou que o secretário nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, irá ao Rio nesta quinta-feira (4) para analisar dados e informações do serviço de inteligência. Segundo o ministro, no encontro com o secretário de Segurança Pública do Rio, Roberto Sá, o general poderá aferir as necessidades do Estado que possam ser apoiadas pelo governo federal.
 
Segundo o ministro, o local de atuação dos agentes da Força Nacional também deve ser definido a partir da visita do general.
 
Serraglio afirmou que a polícia do Rio tem percebido que a via Dutra é "um canal de alimentação muito expressivo" usado pelo crime organizado no Rio. Sem detalhar, o ministro comentou a necessidade de "algum mecanismo e uma força diferenciada para que se possa conter isso".
 
"O Rio precisa dessa mão amiga que o presidente está estendendo", afirmou o ministro da Justiça.

 

Rio tem segurança reforçada em vias

Um dia após a ação de criminosos que queimaram nove ônibus e dois caminhões na região da avenida Brasil, zona norte do Rio de Janeiro, as vias expressas da capital fluminense amanheceram com o policiamento reforçado.
 
Há viaturas do BPVE (Batalhão de Policiamento em Vias Expressas) principalmente em pontos onde há entradas para favelas. Uma delas é a comunidade Cidade Alta, onde houve operação policial na terça-feira (2) após tentativa de tomada por uma facção criminosa rival.
 
Segundo a Polícia Militar, o objetivo dos criminosos ao incendiar os veículos em diferentes pontos da avenida Brasil e rodovia Washington Luís era desmobilizar a ação policial na Cidade Alta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos