Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Três morrem em ação da PM no Rio, e ônibus são queimados em protesto

Do UOL, no Rio

  • Divulgação

    Jaime de Souza Pires, conhecido como Tyrson, morreu no tiroteio

    Jaime de Souza Pires, conhecido como Tyrson, morreu no tiroteio

Um intenso tiroteio durante ação da Polícia Militar, na madrugada deste sábado (17), na avenida Antares, na zona oeste do Rio de Janeiro, provocou a morte de três pessoas. Segundo a PM, eles eram suspeitos de pertencer ao tráfico de drogas do Antares, uma das favelas da região.

Uma das vítimas seria, de acordo com as informações oficiais, chefe do crime organizado na comunidade. Ele foi identificado como Jaime de Souza Pires, conhecido como Tyrson. Renato Gomes Batista, o Bodão, que seria o segundo homem na hierarquia do tráfico, também morreu na ação. A identidade do terceiro suspeito não foi divulgada.

Após o confronto, ao menos quatro ônibus foram incendiados em forma de protesto. A circulação do sistema BRT Transoeste (corredor expresso de ônibus) foi suspensa por medida de segurança.

A PM informou, em nota, que o tiroteio começou depois que militares do batalhão de Santa Cruz (27º BPM) se depararam com criminosos armados quando realizavam patrulhamento na avenida Antares.

Um dos suspeitos, segundo a PM, portava uma pistola calibre 9mm. Ao fim da troca de tiros, policiais realizaram um vasculhamento na área e localizaram um fuzil AK-47 e quatro granadas.

Em decorrência da instabilidade na região, a Polícia Militar realiza nesta manhã uma operação na favela de Antares para reprimir o tráfico de drogas da localidade. Em entrevista à rádio "CBN", o porta-voz da corporação, major Ivan Blaz, afirmou que a situação na área da zona oeste carioca é de "aparente tranquilidade".

O oficial informou que ainda há risco de confronto, sobretudo nos acessos às comunidades de Santa Cruz, mas "nada de maior intensidade". "Ainda assim, estamos deslocando um grande contingente de reforço no local. São policiais de outras unidades, como Rocha Miranda, Bangu e Jacarepaguá."

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou, às 9h10, que o BRT Transoeste havia sido afetado no trecho entre Santa Cruz e Campo Grande. De acordo com as últimas atualizações, o serviço ainda não foi restabelecido. Também há interdições no tráfego, complicando o trânsito na região. Os bloqueios se dão na avenida Antares, entre a rua Felipe Cardoso e a avenida Cesário de Melo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos