Sobe para 21 número de mortos em acidente na BR-101, diz governo do ES

Do UOL, no Rio

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo informou, nesta quinta-feira (22), que subiu para 21 o número de mortos no acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias, na BR-101, rodovia que liga o Rio de Janeiro ao Espírito Santo. A colisão ocorreu por volta das 6h30, na altura do quilômetro 343, na cidade capixaba de Guarapari, a cerca de 50 km de Vitória.

Do total das vítimas, 19 estavam no ônibus e dois eram motoristas envolvidos no acidente --o da carreta e o de uma ambulância, que pertence à Prefeitura de Jerônimo Monteiro (ES).

Pelo menos dez feridos foram socorridos, segundo informações do governo capixaba.

A viação Águia Branca informou que 11 passageiros foram hospitalizados e dois não sofreram ferimentos.

Sete vítimas foram atendidas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), todas em estado grave. Quatro delas foram encaminhadas para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra; duas para o hospital São Lucas, em Vitória; e uma para o hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha.

Dos feridos levados para a capital pelo Samu, dois foram deslocados com o auxílio de um helicóptero do Notaer (Núcleo de Operações e Transporte Aéreo). Já o Corpo de Bombeiros informou ter socorrido outras três pessoas, que foram levadas para o Pronto Atendimento de Guarapari e para o hospital São Lucas. Não há informações quanto ao estado de saúde delas.

Proprietária de uma das ambulâncias, a Prefeitura de Jerônimo Monteiro informou que o veículo, um Doblô, era usado para deslocamento de pacientes da cidade até Vitória, onde eles passariam por exames especializados. O condutor morreu no local. Ele foi identificado como Alisinaldo Zampili Vargas, 36, e trabalhava há seis anos como motorista da prefeitura. Os outros ocupantes sobreviveram e estão bem.

O acidente

Em entrevista à rádio BandNews FM, o superintendente da PRF-ES (Polícia Rodoviária Federal do Espírito Santo), Wilys Lyra, explicou que, em razão das condições no local, a carreta acabou tombando e invadindo a pista de sentido contrário, na contramão. Ela seguia para a cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no sul capixaba.

O veículo de carga então colidiu frontalmente com o ônibus (que trafegava na pista sentido Vitória) e, na sequência, com as ambulâncias.

Ainda não há conclusão sobre a causa do acidente, mas há indícios que tenha acontecido uma falha mecânica na carreta, o que teria provocado um estouro de um dos pneus do veículo. A hipótese teria sido identificada pela perícia da Polícia Civil.

Algumas vítimas foram arremessadas para fora dos veículos e outras, carbonizadas. Pelo menos um dos veículos acabou pegando fogo após a tragédia. "Há várias vítimas carbonizadas no local, além de vários feridos", informou a

Reprodução/Twitter/Rádio BandNews FM
Acidente trágico em Guarapari (ES) deixou mortos e feridos, segundo a PRF

O superintendente da PRF-ES disse ainda que houve derramamento de óleo na pista, que foi bloqueada para facilitar o trabalho das equipes de socorro. A carreta estava carregada com blocos de granito, e parte desse material também foi despejado na estrada em razão do acidente.

"Estamos preocupados primeiramente em resgatar essas pessoas e identificar os mortos no local. Após isso, vamos recolher os dados dessas pessoas. Foi uma fatalidade", afirmou Lyra.

O ônibus, da viação Águia Branca, fazia o trajeto São Paulo-Vitória, com 32 passageiros a bordo.

Em nota, a empresa informou lamentar o acidente e que, assim que tomou conhecimento dos fatos, "toda a diretoria segue acompanhando de perto todas as providências necessárias, sem medir esforços para o apoio aos passageiros e familiares".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos