SP: mortes em acidentes de trânsito crescem 24% em junho na capital

Do UOL, em São Paulo

  • Luiz Claudio Barbosa/Codigo19/Folhapress

O total de mortes em acidentes na capital paulista cresceu 23,8% em junho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2016. Foram 83 mortes contra 67 no mesmo mês do ano passado, de acordo levantamento do Infosiga, banco de dados do governo estadual.

Segundo o balanço, o número de mortes entre homens é superior ao de mulheres. Enquanto foram registradas 70 vítimas do sexo masculino, a quantidade de mulheres foi de 13. Mais de 30% das vítimas que tiveram a idade revelada tinham entre 18 e 29 anos.

O atropelamento foi a causa de morte mais recorrente no trânsito da cidade, conforme o levantamento. Foram ao menos 34 acidentes do tipo. O mesmo número foi registrado em junho de 2016.

Em relação às vítimas, os pedestres continuam sendo os mais vulneráveis no trânsito paulistano. O balanço aponta que 32 pedestres morreram em comparação com os 34 de 2016.

A quantidade de vítimas fatais que pilotavam ou estavam na garupa subiu 55% ao comparar com junho de 2016. Foram 31 vítimas contra 20 do ano passado. 

Os dados apontam que é a maior alta mensal de mortes em acidentes desde que o prefeito João Doria (PSDB) assumiu a prefeitura, em janeiro de 2017.

Contudo, o número total de mortes registrou pequena queda no acumulado entre janeiro e junho. No primeiro semestre de 2017, foram 482 óbitos frente a 476 ocorridos nos seis primeiros meses de 2016.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) manifestou, por meio de assessoria de imprensa, que não compete ao órgão comentar um estudo feito pela Infosiga. "Cabe ao autor da pesquisa explicar as metodologias empregadas", informou a nota.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos