Irmão confessa crime após produtora de elenco ser achada morta no Rio

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

    Luana Diogo de Oliveira foi encontrada morta em sua casa, no Rio de Janeiro

    Luana Diogo de Oliveira foi encontrada morta em sua casa, no Rio de Janeiro

A produtora de elenco Maria Luana de Oliveira, de 34 anos, foi encontrada morta em sua casa, em Laranjeiras, no Rio de Janeiro, na manhã de ontem (25). Ao final do dia, seu irmão confessou o crime e revelou motivação em uma seita religiosa. A polícia não tem outros suspeitos e prendeu o homem em flagrante.

O corpo de bombeiros chegou à casa em que Luana morava, na Rua Cardoso Júnior, Zona Sul do Rio de Janeiro, por volta das 11h50 da última segunda. "Fomos chamados porque ela estaria passando mal, mas, quando chegamos lá, era óbito", afirma o sargento Torres, do corpo de bombeiros.

A polícia militar e a perícia foram chamadas. Luana estava deitada no chão da casa, mas ainda não há confirmação da causa da morte.

Na noite de ontem, seu irmão mais novo, que não teve o nome revelado, foi preso após confessar o crime na Delegacia de Homicídios da capital. A polícia civil não revelou as circunstâncias ou os motivos do assassinato.

Luana era mãe de duas crianças, que passavam as férias com o pai. Ela morava na casa com o irmão desde dezembro e atualmente trabalhava em uma agência recrutando elenco.

Em sua página de Facebook, amigos deixam mensagens de adeus. "Que a justiça seja feita! Que vc esteja em um lugar melhor agora, bem do ladinho de Deus! Estrela!", publicou uma amiga.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos