Violência no Rio

Forças federais se unem à polícia do Rio para prender suspeitos de roubo de cargas

Do UOL, no Rio

Agentes da Polícia Civil e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) realizam nesta terça-feira (1º) a Operação Tempo Zero, articulada para combater os sucessivos roubos a veículos de carga no Rio de Janeiro.

Na ação conjunta, as equipes buscam cumprir 15 mandados de prisão nas favelas Furquim Mendes (em Duque de Caxias, Baixada Fluminense), Ficap e Dique (no Jardim América, bairro da zona norte da capital). Os resultados das diligências ainda não foram divulgados.

Divulgação/PRF
PRF sobrevoa a área delimitada para a operação

Além de efetuar prisões, as equipes da PRF e da 39ª Delegacia de Polícia (Pavuna) fazem um mapeamento da área compreendida pelas três comunidades e também do entorno. Segundo a versão oficial, a região possui "grande concentração de autores de roubos de carga e de veículos".

O efetivo é formado por 15 equipes do DGPC (Departamento Geral de Polícia da Capital) e da divisão de elite da Polícia Civil, a Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), e 140 policiais rodoviários. Os agentes federais atuam com o auxílio de cães e de uma aeronave da corporação.

O trabalho integrado de forças policiais faz parte do Plano Nacional de Segurança no RJ, que vem sendo desencadeado por iniciativa do governo federal em resposta aos sucessivos episódios de violência na cidade e no Estado.

Foram mobilizadas cerca de 10 mil agentes federais, sendo 8.500 militares das Forças Armadas, 620 integrantes da Força Nacional de Segurança e 1.120 da Polícia Rodoviária Federal. O foco da atuação é a região metropolitana fluminense (capital, baixada, Niterói, São Gonçalo e arredores).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos