Violência no Rio

Agente é baleado em atentado contra carro da Polícia Civil no Rio

Do UOL, no Rio*

  • Reprodução/WhatsApp

    Veículo da Polícia Civil acabou pegando fogo após ser atacado a tiros

    Veículo da Polícia Civil acabou pegando fogo após ser atacado a tiros

Um ataque criminoso contra um carro da Polícia Civil terminou com um agente baleado de raspão, neste domingo (6), na zona norte do Rio de Janeiro. Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), a vítima foi atingida na cabeça e levada para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ainda não há detalhes sobre o seu estado de saúde.

"O policial foi medicado e está bem. Os fatos estão sendo apurados", informou a Polícia Civil, por e-mail.

De acordo com a PRF, os policiais trafegavam pela rodovia Presidente Dutra --estrada que liga o Rio de Janeiro a São Paulo--  quando presenciaram uma tentativa de assalto a um motociclista na Linha Vermelha, na altura de São João de Meriti. Na ocasião, havia uma suspeita de arrastão na via, que é um das principais da cidade e rota de acesso ao aeroporto do Galeão, na Ilha.

No momento em que observaram a presença do carro policial, os assaltantes dispararam e deram início ao confronto. Após o atentado, o veículo acabou pegando fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

O ataque criminoso ocorre um dia depois de uma megaoperação envolvendo forças de segurança federais e estaduais para combater o roubo de carga e reprimir o tráfico de drogas no Rio. As ações ocorreram na região do Complexo do Lins e das comunidades Camarista Méier e Morro do São João, na zona norte carioca, além do Morro da Covanca, na zona oeste. Pelo menos três pessoas morreram em confrontos.

A cidade amanheceu neste domingo sem a presença, nas ruas, das forças militares e policiais. Elas se aquartelaram após a operação deste sábado (5). A estrada Grajaú-Jacarepaguá, interditada por blindados na véspera, tem tráfego normal. A ação prendeu, nas ruas, 14 pessoas e apreendeu apenas três pistolas, embora tenha envolvido quase 5 mil agentes de segurança. Outros mandados de prisão foram cumpridos contra suspeitos que já estavam presos. (Com Estadão Conteúdo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos