"Desrespeito": Paciente reclama de demora e recepcionista mostra dedo do meio em hospital

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL*

  • Reprodução/Facebook

    Funcionária de UPA em Itanhaém (SP) mostra dedo do meio a paciente

    Funcionária de UPA em Itanhaém (SP) mostra dedo do meio a paciente

Uma mulher acusa funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém, no litoral sul de São Paulo, de a desrespeitarem no final da última semana. De acordo com a empresária Cláudia Alexandra Spagnol, uma recepcionista lhe mostrou o dedo. Tudo foi registrado em vídeo e divulgado nas redes sociais.

O motivo da discussão, que aconteceu na última sexta-feira (4), seria a abertura de duas fichas cadastrais, depois de mais de oito horas de espera. "Você chega com suspeita de caxumba no UPA de Itanhaém, abre uma ficha às 13:30, médico pede exame de sangue para confirmar diagnóstico às 16:30, é uma doença contagiosa, você espera o resultado, às 19:00 você é obrigada a fazer uma nova ficha porque 'trocou o plantão' e espera até 21:45", relatou a empresária, em uma postagem no Facebook na madrugada do último sábado (5).

Cansada, Cláudia foi questionar os funcionários da necessidade da criação de duas fichas. A resposta, no entanto, não foi a esperada. Depois de uma breve discussão, uma das funcionárias mostra o dedo do meio à empresária.

"Vai continuar filmando?", questiona a funcionária, antes de tentar esconder o rosto. "Estou solicitando que ela coloque o crachá, ela não coloca", afirma Cláudia no vídeo. Neste momento, a recepcionista do hospital, de nome não revelado, mostra o dedo do meio. Outra moradora também aparece na filmagem reclamando do serviço prestado na unidade.

Em pouco mais de dois dias, a postagem inicial da empresária já foi compartilhada mais de 35 mil vezes - veja abaixo.

"O desrespeito que sofremos no UPA de Itanhaém por esta senhora que nos mostra o dedo no lugar de seu crachá é o mesmo que todos nós brasileiros somos vítimas quando precisamos dos serviços públicos", afirma Cláudia, em outra postagem.

Procurada pelo UOL, a Secretaria de Saúde de Itanhaém informou que vai abrir um processo administrativo para apurar o caso e tomar as medidas cabíveis.

De acordo com o secretário municipal de comunicação de Itanhaém, Silvio Lousada, a funcionária foi afastada no fim de semana por motivos de saúde. "Ela ficou muito aflita com a repercussão do ocorrido e passou mal, foi uma pressão muito grande", contou Lousada ao UOL.
 
A recepcionista deve ficar afastada até que seja concluído o processo administrativo, instalado nesta segunda-feira (7), que deverá apurar o caso. "Não queremos que todo o serviço de uma UPA seja danificado pelo comportamento de apenas uma funcionária", afirma o secretário.

Repercussão

"Não gostaria que a postagem fosse utilizada para desrespeitar ninguém e muito menos com fins políticos para este ou aquele candidato ou partido", afirmou a empresária que fez as acusações, em um post no Facebook. Segundo ela, a funcionária foi afastada e um boletim de ocorrência será aberto nesta segunda-feira.

"Estou indignada por receber um dedo como resposta quando preciso de atendimento médico para minha família, estou indignada por perceber no olhar de alguns de nossos servidores públicos a indiferença com nossos problemas, que são os problemas de toda uma população emudecida pela desesperança", conclui.

*Atualizada às 12h01

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos